Monthly Archives: maio 2015

Testemunho de Willians Rodrigues

Quando cheguei com minha família na Monte Sião, Deus nos mostrou que aqui Ele faria algo novo e sobrenatural em nós. E é exatamente isso que estamos vivendo.

No retiro Peniel, durante a ministração do Tabernáculo de Moisés, a Zoe nos direcionou a irmos à pior situação que tivéssemos passado e encontrássemos Jesus ali. Foi incrível
ver a cena do momento mais triste que passei com minha família, no lugar em que feridas foram abertas, e ver Jesus olhando tudo e me dizendo: “Eu estava aqui”.

Recebi oração de líderes que me disseram para tomar a decisão de perdoar. Quando fiz isso, saiu um peso das minhas costas e fui correndo para o Lugar Santo, onde o Pai derramou do seu amor sobre mim. E não acabou por aí. Levantei-me e entrei no Santo dos Santos. Foi incrível!

Pude compreender de uma forma profunda a importância de liberar perdão. Se você precisa perdoar alguém, não perca tempo. Faça isso agora mesmo e viva o romper que essa decisão vai te proporcionar.


NÃO HÁ OUTRA SEMELHANTE

“E disse o sacerdote: A espada de Golias, o filisteu, a quem tu feriste no vale do carvalho, eis que está aqui envolta num pano detrás do éfode. … E disse Davi: Não há outra semelhante; dá-ma.” 1 Sam 21:9

Nas mãos de Davi, o leão e o urso se tornaram um Golias. As mãos que abriram a boca de um leão e de um urso, para salvar as ovelhas, atirou uma só pedra na testa de Golias. As mesmas mãos tomaram a espada para entregar a Israel a cabeça do gigante Golias. Essas mesmas mãos tiveram de volta aquela espada que trouxe a vitória a Israel.

Por acaso teria passado na mente de Davi que um dia aquela destreza de suas mãos de menino iria derrubar um gigante?

As lutas e as vitórias se somam para um dia se tornar uma grande conquista. Todas as grandes lutas e os grandes desafios do presente, tornarse-ão, no futuro, muito pequenos. Por quê? Porque as atuais lutas são vencidas e superadas através da destreza advinda das vitórias do passado.

“Nunca passei por dificuldade tão grande!” – alguns devem ter pensado. Diante da luta atual, as anteriores difíceis se tornam tão pequenas, porque, tendo passado por elas, tivemos um
aprendizado e uma experiência de vitória. Deus está vendo tudo. Ele jamais desperdiça as nossas lutas e dificuldades. Podemos até nos sentir abomináveis diante de um erro ou uma derrota, mas Deus está vendo tudo. Ele aproveita cada luta para nos adestrar para a maior vindoura.

Quanto mais crescemos em Deus, entendemos que os “know how”s pessoais são insuficientes e falíveis. Daí, mais dependemos das forças ocultas e infalíveis de Deus. Quanto mais experimentamos as bondades do Senhor, mais nos tornamos carentes de Deus. Como Davi teria um dia pensado que aquela espada do Golias seria sua?

Anos se passaram e Davi crescera como um gigante. Não um Golias filisteu, mas um gigante, guerreiro de Deus. Suas lutas o transformaram num gigante adorador e cheio de coragem.

Somente Deus e eu saberemos do que se passou dentro de mim naqueles momentos de desespero. Somente Deus e você sabem o profundo do seu coração nos momentos de angústia. Há coisas que as pessoas não entendem porque não tiveram os nossos momentos pessoais. Cada qual tem o seu momento pessoal.

Deus tem reservado uma espada de Golias para você no momento bem acertado e exato. Continue lutando as lutas de hoje. As vitórias estão se somando e fazendo você e eu
crescermos para poder segurar uma espada gigantesca. Nosso coração está sendo transformado para ser um adorador e guerreiro na intimidade com Deus. Esse lugar de intimidade
com Deus é íntimo e pessoal.


Testemunho de Carmem Seiler

Após o culto do último domingo a noite, uma moça me pediu oração, ela estava com o olho esquerdo inchado e ardendo faziam dois dias. Eu orei e declarei o Reino de Deus naquele olho.

Enquanto eu orava, percebi que o olho havia desinchado, preferi não falar que já estava visível a cura, esperei ela abrir  o olho e falar o que estava sentindo. Quando ela abriu, falou: “nossa ele desinchou”, mas ainda ardia um pouco. Eu orei novamente, e declarei 100% de cura. Ela abriu e fechou o olho muitas vezes, e disse que não estava sentindo mais nada.

Nós duas fomos muito edificadas, glorificamos e agradecemos a Deus por essa cura! Ele quer te usar para curar os enfermos, seja ousado e leve o Reino de Deus por onde você estiver.


DESDE A ANTIGUIDADE

“Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de Ti, o que tem preparado para aquele que n’Ele espera.” Isaías 64:4 (trad. KJ)

Nossa mente não consegue imaginar a infinitude de nosso Deus, Criador dos céus e da terra e de todo o universo. Sabemos que Ele deseja Se revelar e ser conhecido pelo ser humano Sua obra-prima. Tudo Ele criou para o Seu prazer, mas o homem ele fez para ter um relacionamento pessoal.

A natureza, com suas incontáveis espécies de flores, frutos, animais, rios, oceanos, montes, ilhas, etc. manifestam a glória e a grandeza de Deus, como lemos em Salmos 19, por exemplo. Por mais bela que seja, toda essa criação não foi feita para ter um relacionamento pessoal com o Criador.

A primeira vez que comprei um quadro, há muitos anos atrás, vi algo bem diferente da minha costumeira mentalidade até então. Fui a uma exposição de pinturas para comprar um quadro para colocar em cima de meu piano. O artista ficou de vir me entregar o quadro em casa. Eu, na minha ignorância disse que podia deixar a encomenda na portaria de meu prédio, caso eu não estivesse em casa. O artista, porém, fez questão de fazer a entrega pessoalmente, entrou em minha sala e ele próprio colocou o quadro em cima do piano. Colocou e ficou alguns minutos admirando a sua obra e demorava para ir embora.

Pela primeira vez em minha vida, fiquei entendendo que cada obra que um artista cria é como um filho seu. E o artista estava com dificuldade de se despedir de seu “filho”. Eu pensei que o artista não era uma pessoa normal, até que a minha própria filha mais tarde se revelou uma artista. Percebi tardiamente que os artistas têm um elo muito grande com cada obra que cria e que imprime nela um pouco de si mesmo com tanto carinho. Cada obra é um filho seu.

Isso tudo vem de Deus, o nosso Criador. Com o homem, Deus desejou ter relacionamento de pai-filho e de amigos íntimos. O homem seria o Seu parceiro que cuidaria de toda Sua criação.

Sabemos como esse plano foi interrompido pelo pecado; entretanto, Seu Filho unigênito já fez a obra redentora e de reconciliação. Não conseguimos mensurar o coração de Deus. Podemos até ter uma vaga idéia de Seu amor, poder, justiça e santidade, mas Ele deseja um relacionamento prazeroso, profundo e íntimo. O Espírito Santo está sempre à disposição para nos ajudar e nos guiar em toda verdade e nos levar para junto ao Pai.

Jesus Cristo já fez a Sua parte. A Trindade divina espera ansiosamente, a cada passo que damos, que nos acheguemos mais e mais a Ele. Deus tem prazer em Se revelar a nós, não apenas como Criador, mas como Pai e amigo. Tudo concorre para esse fim, sejam nossos erros sejam nossos acertos. Depende de nós: desejamos conhecê-Lo com intimidade ou apenas para ter as Suas bênçãos? Seremos filhos em amor ou apenas consumidor das bênçãos?


Testemunho de Verônica Resende

Há algum tempo, durante um domingo no culto, devíamos selecionar opções para ajudar em alguma área da igreja. Selecionei três, e uma delas era arrumação (mesmo sendo
uma área de dificuldade para mim). Então, orei pedindo que o Senhor fizesse a vontade Dele.

No decorrer da semana tive problemas com minha desorganização e isso estava se refletindo na minha vida profissional e familiar, então pedi ajuda ao Senhor. Depois de um tempo lutando com isso, recebi um e-mail do responsável, me convidando a participar da equipe de arrumação. Então pensei ‘’ISSO NÃO TEM NADA A VER COMIGO, MAS TEM TUDO A VER COM DEUS’’, e pensei “se fui chamada para essa área, vou fazer o melhor para Deus”.

Com o decorrer do tempo, fui me desenvolvendo na arrumação, fazendo tudo com o foco no Senhor, para honrá-lo e adorá-lo, o que refletiu também na minha vida pessoal e profissional! Deus tem me dado estratégias de como organizar melhor meu tempo e minha vida! Ele quer nos desenvolver em todas as áreas.

Priorize Deus em todas as situações em sua vida, Ele quer te ajudar e te ensinar a todo tempo!


AMADOS FILHINHOS!

“Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai: que fôssemos chamados filhos de Deus. … Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser.” 1 Jo 3:1,2

Deus revelou o Seu amor de muitas maneiras. A principal expressão do Seu amor, como todos sabem, foi expresso pela cruz. A cruz do Calvário revela imensurável amor de Deus de ter dado Seu Filho Jesus Cristo para morrer em nosso lugar e pagar pelos pecados do mundo inteiro. Teríamos anos e anos para entender o tamanho desse amor? Creio que não. Quanto mais vivo no amor d’Ele, mais concluo que não consigo entender tamanho amor, mesmo que anos e anos passem.

Que mais, além da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo? Deus resolveu um dia trocar em miúdos o Seu amor, pois ainda nós não entendemos. Ele escolheu a figura de uma MÃE, sabendo ainda que essa figura pode talvez falhar: “Pode uma mulher esquecer-se do filho que amamenta, e não se compadecer do filho do seu ventre? Mas, ainda que esta se esquecesse, eu todavia, me não esquecerei de ti.” (Is 49:15)

Qual mãe que não fica sem comer, a fim de dar de comer ao filho? Qual mãe que não deixa de comprar uma roupa para si, a fim de agasalhar seu filho no frio? Qual mãe que não perdoa um filho seu por erros contra ela?

Jesus é como uma mãe galinha que esconde seus filhotes debaixo de suas asas.

Um fato verdadeiro aconteceu: Um incêndio tomou conta de uma fazenda. Depois de apagarem o incêndio, no meio de cinzas, foi encontrada uma galinha transformada em cinzas e carvão. Com um pau, o fazendeiro empurrou aquela galinha. De dentro das asas saíram piando alegremente uns oito pintinhos.

Animais nem entendem de amor, mas são expressões da criação de Deus. Os animais têm instinto materno. Na verdade, animais ensinam a pureza dos instintos, muitas vezes. Toda a criação tem o toque divino e essa galinha não deixou de mostrar ao ser humano o amor infalível de Deus. O próprio Jesus Cristo usou essa figura, ao chorar sobre a Jerusalém.

O apóstolo João, o apóstolo do amor, aquele que teve a liberdade de se recostar no peito de Jesus, é quem mais falou do amor. No seu evangelho, capítulo 17 escreveu a oração do
último desejo de Jesus, que é ver os filhos de Deus em amor. Das suas epístolas, o teor é o amor. Ele expressou o maior anseio do coração de Deus, que é a unidade dos Seus filhos. Os verdadeiros filhos de Deus amam. Como diz João, ainda não somos o que Ele nos planejou a ser: cheios do amor de Deus. Vamos prosseguir.


Testemunho de Laura Urtado

Desde criança eu sempre fui muito corajosa. No entanto, eu morava em um apartamento que o elevador travava quase sempre. Fiquei presa nele várias vezes e isso se tornou um trauma para mim.

Nos mudamos para um outro apartamento e esse medo me acompanhou. Eu tinha uma amiga que frequentava o Eklektos e me convidou para participar. Quando cheguei para a reunião de sábado, encontrei outra amiga de infância e me senti muito bem recebida, foi incrível eu senti muita presença de Deus.

No dia seguinte, fui ao culto de domingo e o Pr. Teófilo, pregou sobre vencer medos e traumas. Aquela palavra, falou muito ao meu coração, e no final do culto fui para receber ministração. Recebi oração e fui liberta! No dia seguinte, eu me senti muito desafiada a descer de elevador. Eu tive coragem e desci. Naquele momento senti que todo o meu trauma havia sido vencido. Glórias a Deus!


AS COISAS REVELADAS

“Porém, as reveladas pertencem a nós e aos nossos filhos para sempre, para cumprirmos todas as palavras desta lei.” Deut 29:29

Deus sempre teve o prazer de Se revelar e de revelar as verdades celestiais aos Seus filhos. Ele criou o homem com o fim de ter comunhão e intimidade de Pai para com o filho. Se pensarmos bem, de onde veio ao coração do homem essa vontade de ter amigos? De ter uma família? De ter alguém com quem compartilhar as alegrias e chorar as mágoas? Isso não significa intimidade? De onde poderiam vir coisas boas a não ser do Pai das Luzes em quem não há sombra de mudança e que tem prazer em nos dar as boas dádivas? (Tg 1:17)

Como um bom Pai que Ele é, prepara o nosso coração para entender e receber essas coisas boas, pois sempre são coisas preciosas e não devem ser desperdiçadas. Aliás, Ele não vai desperdiçar as Sua riquezas.

Uma maneira que jamais mudou e nem vai mudar é o nosso tempo com Ele, na intimidade filial celestial. Pode requerer sacrifício, mas vale a pena.

Os seres humanos têm corrido muito mais do que nunca, com afazeres do dia-a-dia, numa pressa frenética de obter coisas e coisas materiais para suprir isso e aquilo para seus filhos.
Ah! Se todos tivessem esse tempo a sós com Deus! Tudo iria mudar ao seu redor e muitas coisas ruins e passageiras e prejudiciais se dissipariam diante do brilho do rosto do nosso Pai eterno.

“Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a porta, ora o teu Pai, que vê o que está oculto; e teu Pai, que vê o que está oculto, te recompensará.” (Mat 6:6) Ele nos deseja a sós com Ele. Deus sabe que nós conseguimos olhar o visível e que temos dificuldade de enxergar o invisível e o eterno. Ele sabe que, quando o pecado entrou na semente humana, passamos a ter uma ótica pobre e passageira.

Ele já ofereceu a solução para o retorno ao estado primeiro como Ele nos quis, mas agora resta a nossa parte. Será queremos ter olhos para vermos o invisível?

Que Ele receba de você e de mim, filhos amados, essa disposição de nos refugiar n’Ele e tenhamos ali no aposento particular, onde Ele nos espera e deseja revelar as coisas para pessoas que O amam (1 Co 2:9). No aposento da intimidade a sós com o Pai, Ele vai trazer coisas que vão preencher o vazio do nosso entendimento espiritual. Ali, ele deseja compartilhar o Seu coração conosco. Será sacrifício demais passar esse tempo com Ele? Vale a pena pagar esse preço.