Monthly Archives: abril 2016

Testemunho de Andressa Santos

No final do ano passado fui voluntária em uma ONG na minha cidade. Após alguns dias de atuação senti o desejo em meu coração de atuar ali como parte da equipe. Solicitaram meu currículo, participei de treinamentos e achei que seria possível a chance de uma contratação.

O processo foi mais demorado do que imaginava, mas Deus havia me falado e confirmado de várias maneiras que eu estava no caminho certo. Então, mesmo eu estando desempregada mantive meu coração focado nessas promessas. Fiz o melhor enquanto voluntária, aprendi muito nesse processo e senti-me esticada por Deus em vários sentidos.

No culto da tarde, após a palavra sobre talentos e propósito tive a certeza que deveria apenas confiar em Deus. Tive paz em meu coração e ao final do culto fizemos a declaração de romperes profissionais que Deus traria e tomei posse dessa palavra.

Na segunda feira de manhã recebi uma ligação do coordenador da ONG me chamando para uma reunião e para a glória do nosso Deus fui contratada.

Ele é fiel, trabalha em detalhes e faz muito mais além do que pedimos ou pensamos.


FIRMES E INABALÁVEIS

“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão.” – 1 Cor 15:58

Resistência e perseverança são forças que devem ser desenvolvidas desde a infância. Com a mentalidade de “custo-benefício” que permeou a virada do século, pouco se dá valor à perseverança, especialmente em horas de crise. Não nos esqueçamos, porém, de que Deus colocou no coração humano a eternidade (Ecl 3:11) que faz o homem lutar pela própria sobrevivência. De onde extrai a capacidade de agir, mesmo usando meios ilícitos, a fim de conquistar o seu lugar debaixo do sol?

Quando a resistência e a perseverança não são corretamente aplicadas, elas não desaparecem, mas são direcionadas para lugares errados. É por isso que a Bíblia aconselha a ensinar a criança no caminho em que deve andar, pois quando envelhecer, ainda estará caminhando para a eternidade, cumprindo com deveres e realizando os sonhos de Deus para ela.

O que dá ao homem força para se manter firme, inabalável e sempre abundante na obra do Senhor? Quando o foco está no alvo certo.

Jesus Cristo é o nosso foco. Se tudo quanto fizermos, for feito com um coração grato e para o Senhor, nada se perderá. Não devemos mudar o nosso foco. A eternidade que fora colocada no interior de nosso ser só terá a razão de ser quando vivemos para o Eterno.

Quantas decepções, enganos e frustrações uma pessoa pode experimentar? Em contrapartida, quantas alegrias e realizações quando persevera em olhar para Jesus Cristo, o vencedor ressurreto e vivo, que intercede por cada um de nós e nos defende diante de qualquer acusação e injustiça!

Uma das maneiras de estar fixado em Cristo é se envolver na obra do Senhor. Seja qual for o tamanho da obra, a fidelidade conta. Deus considera tudo que fazemos por Ele e para Ele.

Deus não é como homem que se engana com a aparência e palavras ditas ao ar. Perseveremos firmes e inabaláveis, com um coração reto e sincero. Nada passa despercebido aos olhos do nosso Deus Todo-Poderoso. Ele revela o oculto e o escondido. Ele tem poder de mudar o tempo e as estações ao nosso favor. Ele tem poder para colocar e derrubar reis.

De que mais precisamos se temos o nosso foco somente neste Deus tão grande, bondoso, fiel e justo? Não existe maior segurança do que estarmos arraigados neste nosso Deus. Seu reino e Seus valores são inabaláveis. Todo o resto acabará um dia.


Testemunho de Bruna Brito

Participei esse ano do Retiro de Páscoa da IMS. Foram momentos incríveis! Durante a semana antes do retiro, estive em oração e pedi para ser surpreendida com o amor de Deus e que pudesse adora-lo de uma forma nova.

Tivemos muitos momentos de louvor e adoração, onde pude viver experiências profundas com Jesus, onde fui bombardeada com muito amor e alegria.

Quando cheguei em casa após o retiro, fui desfazer as minhas malas, e estava agradecendo a Deus por tudo o que tinha acontecido no final de semana. Comecei a sentir muito forte a presença de Deus e vi cair do invisível uma pena de anjo, diante de mim, como se Deus tivesse me dando um presente para testificar tudo que eu vivi.

A pena de anjo era um dos maiores sonhos da minha vida. Me senti tão amada por Deus, que chorei por horas.

Esse retiro marcou a minha vida e tive mais um encontro sobrenatural do amor de Deus. Creia que Ele honra todos os seus sonhos! Ele é fiel e sempre nos surpreende!


DESPERTAI PARA A RETIDÃO

“Despertai para a retidão e não pequeis.” … Assim também a ressurreição dos mortos. Semeia-se o corpo em corrupção, ressuscitará em incorrupção. … Digo-vos isto, irmãos, que carne e sangue não podem herdar o reino de Deus e nem a corrupção herdar a incorrupção.” – 1 Cor 15:34, 42,50 (trad. lit. KJ)

Quando eu era jovem ainda, muitas promessas da Bíblia eram para se cumprirem apenas depois da morte, na vida nos céus. Pela graça de Deus, nunca tive dúvidas quanto às Escrituras, pois nasci de pais tementes a Deus e sempre via Deus agir em nossa família de modo fiel e bondoso; entretanto, minha vida consistia mais de esperanças do que de cumprimentos de muitas das promessas bíblicas mesmo aqui na terra dos viventes. Minhas metas finais estavam no reino dos céus somente para após-morte. Na realidade, muitas das promessas podem já ser vividas em vida aqui mesmo nesta terra, o que vim a conhecer à medida em que fui me relacionando mais com Deus e no processo do meu andar com Ele, dia após dia.

Na Sua misericórdia e bondade, Deus tem Se revelado mais e mais, de modo surpreendente neste tempos do fim. As verdades bíblicas se desvendam a cada mover do Espírito Santo. Deus não para. A nuvem continua se movendo. O Espírito Santo nos traz mais liberdade e entendimento das coisas celestiais.

A obra santificadora do Espírito Santo continua se assim Lho permitimos. Isso diz respeito à corrupção sendo substituída pela incorrupção. A nossa alma está sendo santificada e transformada à Sua semelhança; o corpo pode ser abençoado com saúde e forças, porém, nosso corpo ainda será revestido da incorrupção no Dia do Senhor. Nossa alma tem que ser incorruptível neste mundo corrupto, de pessoas corruptas. Temos em nós um Cristo ressurreto habitando em nossos corações. Nossa parte é deixá- Lo manifestar-Se através de nossos pensamentos e atos de justiça.

Sem o poder do Espírito Santo é impossível vivenciar a ressurreição de Cristo dentro de nosso espírito. Se foi o Espírito Santo que ressuscitou Cristo, Ele é também quem nos dá a capacitação de viver esse poder da ressurreição, transformando-nos e vivificando-nos nas áreas onde o pecado ainda reina. Onde o Espírito Santo não trouxe a transformação, estamos debaixo da Lei. A Lei nos condena e a pedra do sepulcro de nossas vidas ainda não foi removida.

Qual é a área em que você batalha para ter vitórias? Quais hábitos ou pensamentos que ainda estão com a pedra do sepulcro selado? Despertemos para a retidão! Nesta vida terreal, tudo é parcial e incompleto, mas o nosso espírito deve estar constante e progressivamente crescendo e amadurecendo. A nossa alma deve estar também sendo transformada, liberta das iniquidades que geram pecados. Jesus Cristo viveu, morreu e ressuscitou e devemos seguir os Seus passos. Seu poder da ressurreição está ao nosso dispor!


Testemunho de Rafaella Nogueira

Durante a semana sou voluntária aqui na IMS. Tem sido um tempo muito bom, onde tenho aprendido muitas coisas. Enquanto ajudava com algumas pessoas em diversas atividades, começamos a conversar sobre a bondade de Deus e sobre todas as curas que estão acontecendo aqui na igreja.

No sábado a noite, durante o Rise, tivemos dois testemunhos de pes- soas que foram curadas da condição de uma perna maior que a out- ra. Então, comentei que eu tinha essa mesma condição, era aproxi- madamente 4 centímetros de diferença de uma perna para outra.

Então, todos começaram a orar e declarar em nome de Jesus para que a minha perna crescesse. Em menos de 3 minutos minha perna cresceu!

Glórias a Deus! Ele é maravilhoso e cuida sempre de nós! Creia na cura, pois Ele é fiel!


SE NESTA VIDA APENAS

“Se nesta vida apenas temos esperança em Cristo, somos os mais miseráveis de todos os homens.” – 1 Cor 15:19 (trad. lit. de KJ)

É inevitável que em meio a tribulações neste mundo conturbado, todos nós nos apoiemos em algo ou em alguém. As reações são diversas e peculiares conforme as particularidades de cada um: criação, temperamento, personalidade e meio ambiente em que vive. Todos nascemos de uma semente imperfeita.

Uma vez em Cristo, nossas raízes devem se aprofundar n’Ele se desejamos ser uma árvore frondosa e frutífera. Depende de cada um de nós essa escolha e essa busca. Deus nos dá a vida eterna, mas devemos ouvir a voz do nosso Pastor e nos adequar aos caminhos e pensamentos de Deus. Nossa mente deve ser continuamente transformada conforme a mente de Cristo Jesus.

É questão de intencionalmente desejar e procurar. As transformações não acontecem involuntariamente, pois não é mais questão de coração ou de espírito. Nosso espírito pode estar pronto, mas a nossa alma e corpo dependem de nós os direcionarmos para as coisas celestiais. Nosso livre arbítrio decide.

Já perceberam como muitos cristãos esperam por uma mágica? Depender de Deus é importante e imperativo, mas há momentos em que Deus espera nossa vontade de operar juntamente com Ele. Ele é um Deus supremo e todo poderoso, mas não controlador ou dominador. Ele domina sobre tudo, mas não é um déspota. Ele fez o homem para interagir e conviver com Ele.

Quando trazemos a Ele a nossa vontade, muitas vezes nos esquecemos de trazer a nossa oferta. Ele deve ser adorado, venerado, reverenciado e colocado no mais alto lugar de nossa vida.

Há certas provas do quanto O conhecemos e O amamos. É simples. Quando você se aproxima d’Ele, você vem com uma lista de pedidos e choramingo? Ou você vem com ações de graças e honrarias? Quanto mais O conhecemos, mais gratidão

teremos e quanto mais gratidão, mais honrarias. E essas honrarias passarão de palavras e se expressarão em espécie. Quem O conhece não vem de mãos vazias perante Ele. Não O vê como o “poupa-tempo” que serve para resolver problemas.

O tema principal do livro Levítico era sacrifícios de ofertas diversas. O povo de Deus estava sendo ensinado, como uma criança aprende, a se relacionar com o seu Deus. Ninguém devia apresentar-se a Deus de mãos vazias.

Depois que Jesus Cristo já cumpriu toda Lei e pagou pela nossa redenção e nos trouxe de volta a Deus como nosso Pai, não somos mais cidadãos terreais apenas. Nossa cidadania é celestial. Não somos mais órfãos ou pedintes ou mendigos. Nosso relacionamento não deve mais se limitar às necessidades terreais. É uma ofensa a Deus olhar para Ele como um supridor das nossas necessidades. Ele é muito mais que isso. Ele é o nosso Pai Eterno, nosso DEUS!


Testemunho de Luiz Celso Assereuyv

Participei este ano pela primeira vez do tradicional Retiro de Páscoa da Igreja Monte Sião e vivi experiências incríveis. Há quatro anos faço exames periódicos e o ano passado fui diagnosticado com pedra na vesícula.

Quando recebi a notícia decidi crer que a cura viria do Senhor, ao invés de optar pela cirurgia. Durante a ministração da sexta-feira a noite do Pr. Gustavo Paiva eu senti um puxar muito forte perto da minha vesícula e orei pedindo para que Deus me curasse.

Senti que algo havia acontecido, mas como na segunda-feira eu teria o exame de rotina, escolhi esperar para testestificar o milagre. O resultado do exame constou que a pedra havia sumido.

Glórias a Deus! Creia que a cura é possível e Ele é fiel para curar


ATOS DE RETIDÃO

“Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória, porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou. E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são retos atos dos santos.” – Apocalipse 19:7,8 (trad. lit. KJ)

Roupa ou vestido é símbolo de dignidade que cobre o corpo. Se alguém valoriza seu corpo, veste-se decentemente e não o vulgariza. O corpo é privacidade. O corpo é reflexo do seu interior. Ricas vestimentas não dizem nada, pois é material, mas o esmero ou a seriedade de como cuida de seu corpo, isso sim, revela o quanto alguém se valoriza. O contrário é vulgariza-se. Coisas importantes e preciosas não se expõem a qualquer pessoa ou público.

O mundo, na sua maldade, despiu Jesus Cristo em zombaria. Crucificou-O na vergonha e vitupério. Jesus passou toda aquela afronta em nosso lugar. Agora, não precisaremos passar tal vergonha e desprezo. Ele está vivo, ao lado de Pai, defendendo os remidos contra as acusações e desprezo do diabo, o mesmo que se incorporou nos sacerdotes da época, cheios de ignorância e maldade.

Os remidos já não são quaisquer homens e mulheres. Os remidos são marcados com o sangue do Cordeiro e este sangue corre nas veias e artérias espirituais do cristão, cujo corpo se tornou o templo do Espírito Santo. Corpo, alma e espírito devem ser bem cuidados para o louvor e honras ao nosso Deus Criador e Pai.

Ao mesmo tempo que As coisas celestiais são muito mais importantes do que as materiais, somos responsáveis pelo nosso ser e ação. O exterior expressa o interior. Tudo procede do coração, como disse Jesus, tanto os valores do reino dos céus como as maldades.

Cuidemos do interior. Sejamos sensíveis ao Espírito Santo. Não O estristeçamos. Muito menos O extingamos. É imperativo que andemos no espírito, cheios do Espírito Santo. Quando andamos no Espírito Santo, não somos carnais e nossos pensamentos e atos se tornam retos e justos.

Os atos provenientes de um coração reto são também retos e se tornam nossa vestimenta espiritual. Todo exterior é o reflexo do interior.

Os atos retos ou justos devem ser aprovados por Deus que julga retamente. Se quisermos agradar a Deus, não agradaremos os homens e seremos servos e amigos de Deus. Refletiremos em vida os atos justos e retos do nosso Deus Pai:

“… Ou procuro agradar a homens? Se eu porventura agradasse a homens, não seria servo de Cristo.” (Gál 1:10 b)

“Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. … Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça, …” (Jo 15:14-16) . Que nosso ser se revista de atos retos e justos.