Monthly Archives: maio 2016

Testemunho de Matheus Melo

Desde os meus 6 anos de idade estudei no mesmo colégio. No meio do ano a escola havia programado uma viagem para Brasília e a viagem de formatura no final do ano. Com eu não tinha condições de ir, decidi orar e pedi para Deus que eu participasse desses eventos.

Surpreendentemente recebi uma carta da mãe de um amigo da minha sala alguns dias depois da oração, dizendo que ela e toda sua família estavam muito felizes com a mudança positiva do comportamento do filho dela depois que nos tornamos amigos. E a forma de demostrarem sua gratidão seria pagando a viagem para mim. Fiquei imensamente grato pela fidelidade de Deus que me surpreendeu!

Alguns meses depois eu estava preocupado, pois não poderia mais estudar no mesmo colégio por motivos financeiros. E, para a glória de Deus, em um dos últimos dias de aula antes das férias do meio do ano, fui informado que a mesma família que havia pagado minha viagem no meio do ano iria pagar as mensalidades!

Deus é bom e sempre faz o melhor por nós! Aprendi que é só pedir, confiar e ser grato! Ele é fiel para honrar nossas orações e sonhos!


O SENHOR PEDE DE TI

“Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o Senhor pede de ti, a não ser que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus?” – Miquéias 6:8

Justiça, misericórdia e humildade, estes três valores do Reino de Deus se destacam nas palavras proféticas de Miquéias, num período de busca de um reino justo com o alvo no triunfo da graça divina. O mesmo aplica-se aos nossos dias também e até a segunda volta de Jesus Cristo.

A natureza humana se veste de roupas diferentes e se acha em endereços diferentes. Todos nós necessitamos da transformação à semelhança de Jesus Cristo através do Espírito Santo: justo, misericordioso e humilde.

A graça conquistada na cruz de Cristo é revelada a cada derramar do Espírito Santo e caminhamos para o fim da corrupção humana. Estamos nos aproximando do plano original de Deus traçado no jardim do Éden.

O sangue do Cordeiro, que foi o alto preço da redenção humana, jamais será invalidado por Deus. Cada ser humano, coberto com o sangue de Cristo, pode entrar nessa nuvem da graça e ter o privilégio de voltar a ser parte desse plano. A humanidade caída foi muito longe dos valores do reino de Deus.

A Lei nos condena, mas a Graça nos liberta de todo desvio da retidão e verdade divinas. A nossa natureza caída, isto é, o homem velho, não tem coração misericordioso e é mau. O homem velho debaixo da Lei não se dobra diante da majestade de Deus e é arrogante. Quanta distorção da imagem de Deus!

Se não fosse por Jesus Cristo ressurreto que derrotou a morte, o que seria de nós? Se não fosse Jesus que triunfou sobre o mal, teríamos esta vida de justiça, de paz e alegria? Teríamos a capacidade de ter um coração misericordioso? Jamais.

Deus não nos pede o que não podemos Lhe dar. Ele enviou o Espírito Santo que nos capacita a viver a vida redentora de Cristo. O Espírito Santo apenas espera a nossa participação com Ele. Se Lhe permitimos, Deus nos transforma, a fim de sermos capazes de praticar a justiça, de amar a misericórdia e de andar humildemente com Ele. A justiça é a balança ou o medidor de Deus. A nossa justiça é um “trapo de imundícia” (Is 64:6).

O velho homem não tem misericórdia verdadeira. O orgulho humano é cheio de si e não depende de Deus.

Requerem-se duas partes para um fruto ser produzido: eu (ou você) mais o Espírito Santo. Daí, nascem os frutos desejados por Deus: justiça, misericórdia e humildade. Deus Se deleita e Se alegra com tais frutos. Essa alegria de Deus é que nos dá força.

– Dra. Sarah Hayashi


Testemunho de Thiago Nogueira

Frequento a IMS há um tempo e no RISE aprendemos a orar por cura e levar o amor de Jesus para todos. Há duas semanas, minha avó estava muito doente. Ela não queria comer nada e sentia muito frio há três dias seguidos. Então meu pai decidiu levar eu e minha irmã para que orássemos por ela.

Ao chegar lá, perguntamos se ela estava bem e nos respondeu que não, que estava se sentindo muito mal. Então nós perguntamos se poderíamos orar por ela, e ela nos permitiu. No início da oração eu senti que precisávamos repreender o espírito de morte, e disse que ela não ia morrer pois Deus tinha muitos planos para ela ainda.

Nós oramos por cura e minha irmã disse que sentiu a mesma coisa que eu, e enfim, quando acabou a oração nós percebemos que ela já estava melhor e na mesma hora ela conseguiu comer. Nós ficamos felizes ao pensar que ela teve um início de cura, então fomos embora, mas fomos surpreendidos pela fidelidade do Senhor!

Ao anoitecer estávamos em casa jantando, quando ela nos ligou muito feliz e disse que estava 100% curada e já estava até cozinhando!

Deus é fiel e Suas promessas verdadeiras! Creia e manifeste o amor de Jesus por onde você for.


SUAS MISERICÓRDIAS SE RENOVAM Copy

“As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a Tua fidelidade.” – Lamentações 3:22,23

É bom lembrar–nos do quanto Deus é amor e bondade não só em nossa vida em particular, mas na vida de cada ser humano. Temos a tendência de julgar as pessoas pela aparência e não pelo crivo do coração do nosso Pai Eterno e precipitadamente as classificamos merecedoras ou imerecedoras do perdão e do amor divino incondicional. O satanás conseguiu roubar do coração humano a forte impressão digital do Criador: o amor incondicional.

Quanto mais experimentamos o perdão de Deus conhecemos o amor d’Ele. Deus tem poder para nos dar a segunda chance e para restituir tudo que foi roubado ao longo dos anos de caminhada nesta Terra. Quantas perdas! Quantos fracassos! Quanta vergonha! Quanta decepção! E assim vemos a humanidade sofrendo as perdas. Ah! Se cada pessoa soubesse recorrer à Pessoa certa!

Somente Deus tem o poder para restituir todo roubo e “costurar o rasgado”, “remendar as rachaduras”, “colar os cacos” e fazer “brotos nascerem do tronco seco”. Enquanto os semelhantes pegam pedras na mão condenadora prontos para atirarem, Jesus Cristo pacientemente espera para que Ele tenha a oportunidade de restaurar vidas machucadas e pisoteadas.

As misericórdias do Senhor nos protegem e nos oferecem a segunda e a terceira chances. Diante dos corações maldosos, Jesus se enche de perdão e misericórdia. Ele provou no Seu andar como homem que, realmente, Ele não veio para nos condenar, mas para nos perdoar e dar uma vida rica e significativa. Tais misericórdias do Senhor jamais se envelhecem e nem caem no desuso. Elas se renovam a cada manhã.

Se você já experimentou as misericórdias do Senhor, será incapaz reter o perdão e a segunda chance para qualquer pessoa que o ofendeu. A medida do perdão que você libera a alguém maldoso, existe na proporção do quanto você já experimentou o perdão e o amor de Deus. Ninguém pode dar o que não tem. Se alguém tem a verdadeira misericórdia é porque esse alguém já passou pelo que Jesus passou, mesmo que em pequeníssima proporção comparada à situação de Jesus, o Cordeiro de Deus que, sem abrir a boca, foi ao matadouro por nós.

Que nós andemos mais junto de Jesus Cristo e conheçamos este verdadeiro amor e verdadeira misericórdia divina. O mundo não precisa de “dó”, mas do verdadeiro amor demonstrado em misericórdia.

– Dra. Sarah Hayashi


SUAS MISERICÓRDIAS SE RENOVAM

“As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a Tua fidelidade.” – Lamentações 3:22,23

É bom lembrar–nos do quanto Deus é amor e bondade não só em nossa vida em particular, mas na vida de cada ser humano. Temos a tendência de julgar as pessoas pela aparência e não pelo crivo do coração do nosso Pai Eterno e precipitadamente as classificamos merecedoras ou imerecedoras do perdão e do amor divino incondicional. O satanás conseguiu roubar do coração humano a forte impressão digital do Criador: o amor incondicional.

Quanto mais experimentamos o perdão de Deus conhecemos o amor d’Ele. Deus tem poder para nos dar a segunda chance e para restituir tudo que foi roubado ao longo dos anos de caminhada nesta Terra. Quantas perdas! Quantos fracassos! Quanta vergonha! Quanta decepção! E assim vemos a humanidade sofrendo as perdas. Ah! Se cada pessoa soubesse recorrer à Pessoa certa!

Somente Deus tem o poder para restituir todo roubo e “costurar o rasgado”, “remendar as rachaduras”, “colar os cacos” e fazer “brotos nascerem do tronco seco”. Enquanto os semelhantes pegam pedras na mão condenadora prontos para atirarem, Jesus Cristo pacientemente espera para que Ele tenha a oportunidade de restaurar vidas machucadas e pisoteadas.

As misericórdias do Senhor nos protegem e nos oferecem a segunda e a terceira chances. Diante dos corações maldosos, Jesus se enche de perdão e misericórdia. Ele provou no Seu andar como homem que, realmente, Ele não veio para nos condenar, mas para nos perdoar e dar uma vida rica e significativa. Tais misericórdias do Senhor jamais se envelhecem e nem caem no desuso. Elas se renovam a cada manhã.

Se você já experimentou as misericórdias do Senhor, será incapaz reter o perdão e a segunda chance para qualquer pessoa que o ofendeu. A medida do perdão que você libera a alguém maldoso, existe na proporção do quanto você já experimentou o perdão e o amor de Deus. Ninguém pode dar o que não tem. Se alguém tem a verdadeira misericórdia é porque esse alguém já passou pelo que Jesus passou, mesmo que em pequeníssima proporção comparada à situação de Jesus, o Cordeiro de Deus que, sem abrir a boca, foi ao matadouro por nós.

Que nós andemos mais junto de Jesus Cristo e conheçamos este verdadeiro amor e verdadeira misericórdia divina. O mundo não precisa de “dó”, mas do verdadeiro amor demonstrado em misericórdia.

– Dra. Sarah Hayashi


Testemunho de Guilherme Ambrosino

Há um mês tenho lido alguns capítulos da bíblia por dia e nunca imaginei o grande poder e fé que é reservado para cada um de nós ao lermos cada história dos feitos do Senhor. Ao ler o livro de Gênesis, Deus me disse: foque nos detalhes da vida de José.

Então, comecei a olhar todo o processo de sua vida, desde a sua mocidade até se tornar um grande governador. Foi inspirador ler que ele mesmo sendo bem jovem, persistiu em acreditar na promessa que Deus revelou através de sonhos para ele. Nos capítulos finais de sua história, quando ele reencontra com seus irmãos ele vive exatamente o cumprimento da promessa, isso foi algo que me marcou muito.

Quando terminei de ler a história meu coração encheu-se de fé e todos os meus sonhos começaram a vir a minha mente. Através desse tempo com Deus tive a experiência durante três dias seguidos de sonhar o mesmo sonho e receber algumas de minhas promessas.

Glórias a Deus! Assim como para Ele foi fiel em cumprir as promessas de José, Ele cumprirá cada uma delas que nos prometeu. Leia a bíblia com fé, Deus é maravilhoso e com certeza falará ao seu coração!


COMO POSSO SER MISERICORDIOSO?

“Bem aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia.” Mateus 4:7

Ser misericordioso é algo que uma pessoa tem de nascença ou é algo que se obtém? Como alguém pode ter um coração misericordioso? – muitos podem indagar. A misericórdia, ou compaixão, deve ser a atitude de Jesus Cristo, que veio revelar o nosso Deus Pai Triuno, com tudo que Ele foi e fez.

Certas pessoas podem até ter um bom sentimento de compadecer-se de alguém sofrido e necessitado e, sutilmente ou inconscientemente, aproveitar-se para ser bem visto ou para obter honrarias da parte da sociedade. Por outro lado, pode haver pessoas que aprenderam a realmente ser misericordiosas porque aprenderam de Deus. Como aprenderam de Deus?

Nosso sentimento de misericórdia é bem limitado e inconstante, porém, quando aprendemos do nosso Senhor a ter um coração misericordioso, há frutos eternos.

Como podemos receber a misericórdia da parte de Deus? Depende de nossa abertura, percepção e gratidão ao Senhor nosso Deus. Quando somos profundamente perdoados, valorizaremos o perdão de Deus. Depende do tamanho ou da gravidade do pecado para o perdão ser maior? Não.

A valorização e gratidão do perdão dos nossos pecados dependem muito da proporção da ação que cada pessoa permite ao Espírito Santo operar.

Há diferença entre remorso e arrependimento. Um exemplo bíblico típico de remorso é o que aconteceu com o Judas Iscariotes. Ele sentiu a culpa e se condenou enforcando-se. Muitos sentem-se culpados e param aí. Isso é remorso. Arrependimento é diferente.

O verdadeiro arrependimento é gerado pelo Espírito Santo. As Escrituras falam em 2 Coríntios 7:9,10: “agora, folgo, … pois fostes contristados segundo Deus; … Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, … mas a tristeza do mundo opera a morte.” É o Espírito Santo que nos convence do pecado, da justiça e do juíza ( João16:7-3).

Um exemplo típico de verdadeiro arrependimento gerado por Deus é o de Pedro logo após ter negado a Jesus. Ele não se condenou, arrependeu- se com choro, mas depois humildemente foi a Jesus, o único que pode perdoar com misericórdia. Dessa forma, o coração de Pedro de encheu de misericórdia vinda de Deus.

Quando somos perdoados e o nosso coração se enche de gratidão, experimentamos a misericórdia de Deus e assim teremos misericórdia para com os ofensores. Somente assim é que entenderemos a verdadeira misericórdia e representaremos ao nosso maravilhoso Deus diante deste mundo.

– Dra. Sarah Hayashi


Testemunho de Danielle Tomaz

Eu estava desempregada há um ano, sem expectativas de novas oportunidades de emprego. Pedia ajuda a todos que conhecia, mas não tive nenhum retorno.

Nesse período tive medo de faltar algo na minha casa e durante um culto, recebi uma palavra de que eu não precisaria temer por falta alguma, pois Deus sempre cuida dos seus filhos e que eu deveria apenas confiar.

Em uma das minhas orações, Deus me falou que não importava quantas portas fechadas eu tive de entrevistas que não obtive retorno, mas que na hora certa seria a mão Dele que abriria uma porta para mim.

Então decidi descansar Nele. E pouco tempo depois recebi uma proposta de emprego e vi nitidamente a fidelidade Dele me surpreendendo.

Creia que Deus tem o melhor para sua vida sempre!


DISCERNIMENTO DIVINO

“Não julgueis segundo a aparência e sim pela reta justiça.” – João 7:24

“Você está me julgando!” era algo que ouvia entre crianças e jovens americanos quando brigavam. Talvez os adultos não verbalizem, mas pensem desse modo em questões de desavenças. Assim, há parâmetros diferentes entre as pessoas do que é certo e do que deve, ou não, ser e fazer.

Ninguém é perfeito, nenhuma cultura é perfeita, e as opiniões diferentes trazem mal-estar e dissensões em toda parte do mundo. Qual é o melhor método para evitar atritos? É pensar igual? É abrir mão de seus pontos-de- vista? É viver agrupados com apenas um tipo igual ao seu?

Deus, na Sua sabedoria, ama a diversidade: ninguém é igual a alguém; nada é igual a algo. A Sua criatividade jamais se esgotará. Qual o segredo de não julgar injustamente? Certamente não é “fazer vista grossa”.

O amor de Deus em nós faz toda diferença. Do ponto de vista de Deus, conhecer é amar. Quanto mais amor de Deus dentro de nós, menos crítica, mais vontade de ajudar. O amor de Deus não julga para condenar, mas julga para ajudar ou transformar. Julgar é necessário, mas acusar é inadmissível a Deus.

Discernir é necessário. Precisamos de sabedoria e entendimento. Julgar retamente é necessário. Não nos apeguemos à aparência e nem aos comentários humanos, mas atentemos ao coração de Deus. Ficaremos surpresos quando agimos como Deus.

Estudar as atitudes de Jesus Cristo e imitá-Lo deve ser o nosso alvo. Para tanto, devemos andar com Ele em intimidade como de amigos: “Vós sois meus amigos, se fazeis o que eu vos mando.” (João 15:14)

O profeta Daniel foi sábio porque convivia com Deus cuidadosamente; por isso, foi usado para trazer à luz a sabedoria e entendimento de Deus em horas de crises e contradições. Este é o cântico de Daniel, resultado de sua experiência de convivência com Deus: “Seja bendito o nome de Deus, de eternidade a eternidade, porque dele é a sabedoria e o poder.

É Ele que muda os tempos e as estações, remove reis e estabelece reis; Ele dá sabedoria aos sábios e entendimento aos entendidos.

Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz.” (Daniel 2:2-22) – Este é o nosso Deus com quem devemos ser íntimos e amigos! Não há risco nesta amizade.

As Escrituras realmente são o nosso paradigma em todas as ocasiões, mesmo nas adversidades ou nos desacordos, seja entre familiares, seja entre casais ou colegas. A Palavra de Deus é a máxima autoridade. Leia a Bíblia e pratique tudo que lê.

– Dra. Sarah Hayashi


Testemunho de Vanessa Dantas

Tenho dois filhos, Gustavo e Felipe de 7 e 5 anos. Ambos entregaram suas vidas a Jesus no final do ano de 2015, em uma viagem de família, dentro do carro. Isso foi um grande privilégio para nós como pais, e como família temos experimentado encontros incríveis com Jesus.

Após esse dia, o Gustavo, começou a ter um grande desejo de ver anjos. E desde então o incentivei para todas as vezes que ele tivesse seu momento de adoração e oração que pedisse para ver um.

Em uma das noites, enquanto fazíamos o devocional, senti de orar com eles e fizemos um soaking (um momento de apenas buscar a voz de Deus). Percebi que eles estavam sensíveis e desejando mais da presença de Deus, por isso, perguntei se eles queriam convidar Jesus para entrar no quarto e eles concordaram.

Então, a presença de Deus ficou muito intensa no quarto e começamos a chorar agradecendo porque Ele estava ali. Quando acabamos o Gustavo levantou e falou no meu ouvido, ainda chorando e muito feliz, que tinha visto um anjo!

Glórias a Deus! Quando preparamos um lugar para Ele e o convidamos para estar, é o suficiente para sermos correspondidos e surpreendidos! Deus quer se revelar sempre a nós crianças ou adultos.