Monthly Archives: abril 2017

TESTEMUNHO – ELAINE TANAKA

Estou na Igreja Monte Sião desde janeiro com minhas filhas gêmeas de 11 anos. Ficamos sabendo do Retiro de Páscoa e fui muito encorajada a ir pelo meu irmão e por meus líderes de link: Marcos & Norma Mamprim. Chegando lá, minhas filhas logo fizeram amizades com as preciosas meninas do link Cristal e já se sentiram em casa . Fiquei com meu irmão Rodrigo e seus amigos(as) do Vox . Eu achava que estava tudo ótimo mas esqueci do que havia pedido a Deus desde que entrei na Monte Sião : que minhas filhas decidissem descer as águas e que eu fosse batizada no Espírito Santo. No culto de sábado pela manhã após o Eduardo Nunes perguntar quem ainda não era batizado no Espírito Santo e que as pessoas que estivessem próximas orassem por elas , eu fui batizada pelo Espírito Santo !!! Às 15:40 h minha filha, enquanto tomava um sorvete, me disse : mamãe eu quero descer as águas hoje !!! Minha outra filha também disse que queria , foram as duas correndo pedir ao Pávio que logo concordou e as duas desceram correndo para a aula com a Dr.Sarah. Eu estava nas nuvens de tanta alegria! A noite quando vou buscar minhas filhas na Estação 5.2 o tio Juliano pede que elas não esqueçam de me falar a novidade: as duas foram batizadas no Espírito Santo , enquanto ele e uma amiguinha ( filha do Pávio ) oravam sobre elas !!! Deus naquele Retiro honrou as minhas orações e de muitas pessoas queridas. O que Ele quer, Ele cumpre sempre !!!!

Compartilhe o que Deus está fazendo em sua vida! Envie seu testemunho para contato@mtsiao.com.br


TRAGADA FOI A MORTE

““Tragada foi a morte na vitória. Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória? Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Mas graças a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo. Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor. “- 1 Coríntios 15: 54-58

Como manter a vitória conquistada por Jesus Cristo na Sua morte e ressurreição? Até a segunda vinda do nosso Senhor, a morte vem com seus aguilhões, enquanto a obra da redenção continua aqui conosco. Somos já os redimidos pelo sangue do Cordeiro Pascal e estamos no processo de santificação de nossa alma. Nosso corpo e toda criação, isto é, o mundo natural, ainda esperam pela compleição da salvação feita por Cristo na cruz do Calvário. A obra da redenção continua! As Bodas do Cordeiro com a Sua noiva, a Igreja, está sendo preparada! Muitas coisas ainda estão para acontecer! Toda profecia desde o Antigo Testamento ainda se cumprirá. Qual a parte ativa dos remidos do Senhor? Deus trabalha em parceria conosco, pois quem estragou o plano original de Deus fomos nós, seres humanos, já na semente de Adão e Eva. Nossa parte é obedecer a Deus e andar com Ele, passo a passo. Jesus Cristo já venceu a morte, mas somos nós, cristãos, que vamos patentear essa vitória. Como? Lemos acima que o pecado é o aguilhão, isto é, a “cutucada”. Hoje é comum alguém receber umas “cutucadas” no seu “facebook” por parte de opiniões contrárias. Quem é contrário ao que Deus fez? Daí, você pode concluir. Temos os conselhos da Palavra de Deus: sermos firmes e constantes (v. 58). A vitória sobre o pecado e toda forma de morte nos pertence. Vivamos a vitória pela fé em Jesus Cristo e pelo poder e direção do Espírito Santo! Toda vez que entristecemos ao Espírito Santo, é o mesmo que estar recebendo um aguilhão da morte. Isso não deve acontecer! Requer de nós firmeza e constância na comunhão íntima com Deus Triuno. Temos uma promessa do nosso Senhor Deus e concordamos com Ele. Caminhemos conforme estas palavras poderosas do nosso Deus: “E os resgatados do Senhor voltarão; e virão a Sião com júbilo, e alegria eterna haverá sobre as suas cabeças; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido.” (Isaías 35:10)

Dra. Sarah Hayashi 


TESTEMUNHO – MIEKO NAKANISHI TAMURA

Eu tive o novo nascimento no início de 2016, por volta de abril, mas ainda não frequentava uma igreja local e não tinha sido batizada nas águas.  Conheci a Igreja  Monte Sião através de uma amiga e comecei a acompanhar os cultos pela transmissão ao vivo. Certo dia estava assistindo o culto da noite no meu quarto, sozinha, e comecei a louvar e orar para Deus colocando diante dEle as minhas aflições , então senti uma emoção muito forte e minha língua começou a enrolar e nesse momento recebi o batismo do Espírito Santo ! Eu nem sabia o que era direito, porém o Anderson Dantas estava orando em línguas durante o louvor, em seguida o pastor Téofilo também orou em línguas, senti a presença de Deus invadindo o meu quarto! Então, tive a certeza no meu coração  de que aquilo era uma benção de Deus!

Compartilhe o que Deus está fazendo em sua vida! Envie seu testemunho para contato@mtsiao.com.br


PASSA DE MIM ESTE CÁLICE

“Pai, se queres, passa de mim este cálice; contudo, não se faça a minha vontade, e sim a tua.”- Lucas 22:39

Jesus se referia a cálice como uma situação na vida que leva alguém a um outro estágio, algo que para os discípulos era bem desconhecido, como lemos: “Não sabeis o que pedis. Podeis vós beber o cálice que eu bebo ou receber o batismo com que sou batizado?” Aqueles discípulos, que almejavam os melhores lugares na vida pós-terreal, não tinham idéia do preço alto a pagar em troca. Muitas vezes, como filhos imaturos, não conseguimos mensurar o sacrifício de Jesus Cristo que tomou o nosso lugar na cruz e nos salvou da morte eterna. Tenho andado com Cristo por mais de seis décadas e ainda descubro o quanto ainda estou aquém de compreender o amor de Deus revelado naquele “cálice” no jardim Getsêmane. Não temos noção do sacrifício de Jesus Cristo e de Sua tamanha dor que estourou os vasos sanguíneos ao ponto de suar sangue. A cada semana santa, em todos esses anos de minha vida, por mais que tenha zelosa e humildemente meditado na “via dolorosa” com gratidão, posso dizer que o amor de Deus Pai e de Deus Filho Jesus Cristo não tem começo nem fim. O Espírito Santo tem me ajudado passo a passo, mas ainda se torna imensurável. Não devemos nos desanimar em prosseguir em conhecê-lo. Quanto mais O conhecemos, mais O amamos e mais gratidão flui do fundo dos nossos corações. Quando já entendemos que não entendemos o amor de Deus, só nos resta prosseguir, sempre nos enchendo desse amor. Quando entendemos os “cálices” que temos que tomar e não os recusamos, antes humildemente tomamos por amor a Ele e pela fé em Sua fidelidade, estaremos entendendo um pouco mais do amor que pendurou Jesus Cristo na cruz do Calvário. Naquele cálice de Jesus Cristo estavam as nossas iniquidades, pecados e transgressões. O próprio Espírito Santo nos assiste em nossas fraquezas. Somente com a ajuda do Espirito Santo que vivifica as Escrituras em nossos corações poderemos suportar a agonia de nossos “getsêmanes”. Cada vez que oramos “de joelhos” dizendo: “Pai, se queres, passa de mim este cálice; contudo, não se faça a minha vontade, e sim a tua”,  como o fez Jesus Cristo, teremos coragem e força para suportar os momentos difíceis do nosso caminhar cristão e assim alcançaremos o cumprimento do nosso destino aqui na Terra e O glorificaremos e viveremos em Sua glória eternamente.

Dra. Sarah Hayashi 


TESTEMUNHO – VICTOR MISSIAS

Nesta última semana, logo após participar da reunião do ministério de ministração, estive orando e jejuando intencionalmente por mais salvações e reconciliações durante os cultos de domingo. Sentia em meu coração que parte do Next Level que Deus tem para esse nosso
ministério é experimentar mais romperes evangelísticos. E eu pessoalmente queria muito ver esse romper, pois nunca havia tido a alegria de, durante uma ministração, conduzir uma pessoa ao novo nascimento ou uma reconciliação com Deus.
Mal sabia eu que esse romper aconteceria nessa mesma semana. Ao final do último culto desse domingo, depois de muitas ministrações e orações, uma jovem se apresenta na minha frente, com lágrimas no rosto, perguntando se poderia orar pela reconciliação dela com Deus. Com muita
alegria, disse: “Claro que sim!”. Enquanto orávamos, pude sentir o arrependimento genuíno daquela moça e alegria do Pai em recebê-la de volta. No final da oração, pude ver aquela jovem com um semblante completamente diferente, ela estava alegre e em paz!
Para glória de Deus e para muitas festas no Céu, esse não foi o único testemunho de salvações e reconciliações daquele dia. Só neste domingo, tivemos o privilégio de testemunhar quatro vidas aceitando Jesus e mais um voltando para os braços do Pai!

Compartilhe o que Deus está fazendo em sua vida! Envie seu testemunho para contato@mtsiao.com.br


REINO INABALÁVEL

“Pelo que, tendo recebido um reino que não pode ser abalado, retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus agradavelmente com reverência e piedade;” – Hebreus 12:28

Você já viu alguém agitar ou balançar uma árvore com folhas amareladas ou secas numa época de outono? Ficam somente as folhas verdes. Tudo tem o seu tempo. Há momentos em nossa vida em que Deus deseja fazer uma poda em nossas vidas, a fim de que
produzamos mais frutos. Deus promete abalar todas as coisas móveis ou abaláveis a cada período da história da humanidade e também nas vidas pessoais. O abalável deve cair para dar lugar às coisas novas. Deus sempre
tem algo novo. Jesus Cristo teve o Seu tempo todo planejado pelo Pai desde a queda do homem no jardim do Éden. Veio o tempo de Seu Filho se encarnar, viver e morrer como o maior dos pecadores e ressuscitou como o maior dos vencedores para a eternidade.
Aos olhos humanos e cegos de coração, Jesus Cristo foi visto como um miserável que mereceria morrer na cruz entre os maiores criminosos da época. Levou sobre Si tudo que era abalável e passageiro, tudo que era destrutivo e mortal. Foi um tempo tenebroso que sofreu temporariamente. O eterno sempre vence. Historicamente, Ele iniciou a era do poder da ressurreição. No plano divino, Ele sempre foi vencedor. Sofreu uma etapa em que desceu ao Hades para patentear a sua vitória sobre a morte. Mal sabiam os homens e as trevas que Ele sempre fora e será um vencedor invicto. Como pode esse poder operar dentro de nós, uma vez que Ele veio habitar dentro dos corações que pela fé O receberam? Há muitos que já O receberam em seu espírito, mas mal conhecem e mal vivem tal poder da ressurreição. Você quer saber como o
saberemos? Existem também níveis ou intensidade desse poder da ressurreição. Esse poder da ressurreição se evidencia através de uma vida vitoriosa e abundante com a medida da retidão, da paz e da alegria no Espírito Santo. Você é satisfeito? Você é cheio de paz? Você é uma pessoa alegre? O quanto de Cristo Jesus há dentro de você? O viver o poder da ressurreição não é medido pelos sucessos do ponto de vista material ou intelectual ou relacional. Muito pelo contrário, é medido pela perseverança, paz e alegria em meio a tribulações, rejeições humanas, carência material, solidão e fracassos. Este sim tem o reino inabalável!

Dra. Sarah Hayashi