Monthly Archives: maio 2017

TESTEMUNHO – ALINE SANTANA

Há algumas semanas, estava indo para o culto, quando o carro que eu estava foi atingido por outro carro que trafegava em alta velocidade. Ainda dentro da ambulância eu só conseguia agradecer à Deus pelo grande livramento de morte que Ele tinha me dado. E mesmo sem entender  o porquê de estar passando por tudo aquilo, eu afirmava para mim mesma o que diz em Romanos 8:28 “;Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”;. Quando eu estava na maca aguardando o raio-X, um homem apareceu do nada e disse no meu ouvido: “moça, Jesus te ama muito”. Naquele momento, tive a convicção que Deus estava comigo. Após os exames, meus amigos chegaram e pudemos então orar por esse homem, e liberamos ainda mais o amor e o poder de Deus sobre a vida dele. Oramos também pelo motorista do meu carro e ele foi muito impactado pelo amor de Deus. Nada de grave nos ocorreu e depois de todos esses acontecimentos, eu compreendi que Deus permanece sendo Deus, evitando ou não o acidente. Ainda que as aflições desse mundo nos atinjam, Ele com certeza as usará cooperando para o nosso bem e para que a Sua glória seja manifestada. Nós temos acesso a um pequeno recorte de tempo, enquanto Deus vê o quadro completo. Podemos confiar e descansar em Sua soberania e pedir que Ele nos ensine a usar as provações como oportunidades de aplicarmos a Palavra e de crescermos em fé.

Compartilhe o que Deus está fazendo em sua vida! Envie seu testemunho para contato@mtsiao.com.br


SE NÃO TIVER AMOR

“Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, … Ainda eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei. E ainda que eu distribua todos s meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará.” (1 Cor 13:1-3)

Jamais me cansaria de ler, reler e meditar este trecho bíblico. Há anos faço isso, mesmo assim sinto estar tão aquém desse modelo de amor, o amor perfeito de Deus Triuno. Há anos que estou vivendo a vida cristã desde o novo nascimento e fico sempre extasiada ao ver o imensurável amor de nosso Deus tão amoroso, tão bondoso, tão paciente e tudo que diz respeito a esse amor. Deus é amor! Todos concordam, creio eu, que recebemos de Deus esse amor muito mais do que damos a outros. Não devemos nos desanimar ao ver o modelo tão longe do nosso alcance. É questão de continuamente sermos transformados pelo Espírito Santo. Tão importante no andar cristão é o conhecer o Espírito Santo que nos guia em toda verdade e que nos convence do pecado, da justiça e do juízo (João 14 a 16). Essa sensibilidade anda ligada com a nossa consciência. A consciência é a primeira voz de Deus para cada ser humano que nasce nesta terra. Pode uma pessoa nem ser um crente, mas se tem a consciência protegida e bem cuidada, tal pessoa será incapaz de fazer muitas coisas que até os crentes fazem e escondem. Tal é o valor de nossa consciência (Romanos 2:11-17). Muitos crentes podem falar e até pregar sobre o andar no espírito, mas será que se refere ao andar no espírito cheio do Espírito Santo? O amor perfeito de Deus só cresce em nós à medida que nos abrimos ao Espírito Santo e concordamos com Ele. Após o novo nascimento, o processo da santificação não é algo automático. Requer ensino, direções e concordância. Que cada crente não permaneça crente, mas se torne um verdadeiro cristão! Um filho de Deus deve crescer e amadurecer. Jamais permanecer do jeito que veio a Cristo. Temos que ser transformados à semelhança de Cristo Jesus, pelo Espírito Santo, este que derrama o amor de Deus nos nossos corações (Romanos 5:5).

Dra. Sarah Hayashi 


TESTEMUNHO – SHIGUETO YAMASAKI JR

Eu sempre falo para os meus filhos para nós sermos o Reino de Deus e declará-lo por onde nós formos. Há alguns dias, eu estava saindo para uma reunião e uma amiga da minha filha Luiza estava, em nossa casa, com uma tala no pé. Então, eu falei para ela que Jesus é um Deus vivo e que Ele queria curá-la, logo em seguida perguntei se ela gostaria que eu orasse por cura e ela aceitou. Quando terminei a oração pedi para que ela retirasse a tala. Em um primeiro momento, ela disse que não poderia, pois precisava ficar mais 2 semanas imobilizada, mas eu insisti para que ela tivesse fé e mais uma vez pedi para tirar a tala e andar. Quando ela deu os primeiros passos fez uma cara surpresa e disse que não sentia mais dor e nós oramos para agradecer e ela ficou muito feliz. O mais emocionante dessa história é que depois minha filha orou com ela e ela aceitou Jesus! Alguns dias depois, minha filha estava na escola e a sala dela tinha uma prova. Ela chamou duas amigas para orar para que elas tivessem a paz de Deus durante o exame, mas como a Luiza e sua amiga tinham contado o testemunho delas, a classe inteira quis orar para pedir a paz de Deus. Isso me motiva muito como pai, ver que meus filhos estão levando a semente de Deus para onde eles estão indo.

Compartilhe o que Deus está fazendo em sua vida! Envie seu testemunho para contato@mtsiao.com.br


TESTEMUNHO – DÉBORA FERRAZ

No domingo passado, eu e meu marido fomos à inauguração do novo Campus Butantã. Foi incrível, pois a presença de Deus estava muito forte! Ao final do culto, sentimos no coração de pedir uma oração juntos. Um rapaz da equipe de apoio orou por nós e ele nos profetizou que durante a semana teríamos um milagre em nossas finanças. Na segunda-feira, o meu marido recebeu duas vezes o seu salário e eu na terça-feira, fui promovida e tive 19% de aumento. Deus é fiel o tempo todo e honra os seus filhos!

Compartilhe o que Deus está fazendo em sua vida! Envie seu testemunho para contato@mtsiao.com.br


CONHEÇO EM PARTE

“ … agora, conheço em parte, então conhecerei como também sou conhecido.” – 1 Coríntios 13:12

Até a segunda volta do nosso Senhor Jesus Cristo, por mais que busquemos as coisas celestiais com todo afinco, ainda vemos e conhecemos apenas parte de toda verdade do reino celestial. Deus desvenda paulatinamente os segredos a certas pessoas, como lemos a menção às palavras do profeta Isaías: “mas, como está escrito: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que O amam.” Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus.” (1 Cor 2:9,10) Qual é a causa de desejarmos conhecer mais as profundezas de Deus? Que efeito tem tal conhecimento em nossas vidas e no mundo? Com certeza não é uma mera curiosidade. Quanto mais o nosso relacionamento com Deus se estreita, o desejo por mais de Deus vai aumentando. Quanto mais temos o amor da verdade, mais desejamos nos aproximar do nosso querido Deus. Essa vontade aumenta porque o Espírito Santo se move dentro dos nossos corações. Isso é uma dádiva. É uma bênção chamada GRAÇA: “Bem-aventurado aquele a quem escolhes, e aproximas de ti, para que assista nos teus átrios: ficaremos satisfeitos com a bondade de tua casa, o teu santo templo.” (Salmos 65:4) A graça do Senhor é sublime e maravilhosa demais. A mente humana não consegue ver o seu começo e seu fim, tão vasta, tão extensa e tão profunda a graça é. A nossa parte é só buscarmos mais e mais a Ele: “Buscar-me- eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração.” (Jer 29:13) e “Buscai o Senhor enquanto se pode achar. Invocai-o enquanto está perto.” (Is 55:6) Enquanto vemos em parte, procuremos a Deus mesmo assim, pois temos a esperança de que um dia, no Dia do Senhor, todas as dúvidas se dissiparão e nós seremos completos n’Ele e O conheceremos completamente. Por enquanto, vivemos na nossa imperfeição e amamos imperfeitamente, mas isso não nos deve deter no processo de nossa obediência aos Seus mandamentos, o segundo mandamento dado a nós por Moisés. Mesmo que Jesus Cristo tenha cumprido por nós todos os dez mandamentos, ainda resta a nós a escolha e a obediência. Pelo menos hoje temos o Espírito Santo que nos concede o poder dos altos e nos capacita a amar a Deus e ao próximo. Se amamos a nós mesmos, proporcionalmente amaremos o nosso próximo.

Dra. Sarah Hayashi 


AFETUOSOS CORDIALMENTE

“O amor não seja fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem. Sede cordialmente afetuosos uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.” – Romanos 12:9, 10

Se somos exortados a amar sem fingimento, significa que existe amor fingido. Amor é algo que todos nós requeremos e pouco conseguimos oferecer. Sempre estamos em dívida. Infelizmente nossa capacidade de amar é pouca, mas felizmente temos um Deus Todo-Poderoso cheio de amor. Ele é o único que nos ama como amor perfeito e pode nos conceder esse amor infalível, o afeto cordial. Deus expressou o Seu amor de várias formas: amor de mãe, amor de pai, amor de irmãos, amor de amigo, amor de cônjuges e amor de caridade. Mesmo com todas as formas de amor entre os humanos, ainda sempre estamos aquém da capacidade de amar como Deus ama. Deus é amor. Ele é todo amor. Quanto mais O conhecemos, mais amor teremos para dar, pois Ele é a única fonte do verdadeiro amor que se dá, nada esperando de volta. Jesus Cristo veio para Se dar e deixou o maior exemplo de amor. O amor de mãe é algo tão natural que ela nem percebe o quanto ela está doando ao ser que se forma no seu ventre. Por nove meses, o bebê está recebendo todos os nutrientes da progenitora e isso, por um ato divino. Até nos animais vemos esse amor de mãe. Deus é tão maravilhoso que usa a mãe para cada ser humano e para cada criatura iniciar a sua jornada no caminho do verdadeiro amor, sem fingimento. Deus patenteou o Seu amor na maternidade como um decreto. Ele decretou certos gestos e comportamento nas Suas criaturas; mesmo que o coração humano se perverta e se corrompa, é inegável que fomos feitos à imagem e semelhança do nosso Deus. Animais amam sem compromisso e sem sustentabilidade, mas o homem jamais consegue estancar a sua sede por amor e por mais amor. É insaciável. Apenas o amor de Deus sacia e dá mais sede e sacia mais e assim, sucessivamente e eternamente. Oh! Como queremos ter esse amor que nos capacita a ter afeto cordial! Sejamos instrumentos que levam sementes de amor por onde quer que vamos. Tal amor que sacia, mas que gera mais sede de amor. Esse amor vem de Deus. É inegável que o amor de mãe é o primeiro amor que expressa o amor divino. Demais amores são expressões seguintes ao amor do nosso Deus tão amoroso! Só Deus tem o amor perfeito que santifica e aperfeiçoa os demais amores. Só Deus pode nos capacitar a amar sem fingimento.

Dra. Sarah Hayashi