Posts By: david

A ARCA DO CONCERTO

“E tudo fez Moisés segundo o Senhor lhe havia ordenado; …Tomou o Testemunho, e o pôs na arca,”  – Êxodo 40:1,20

“Disse também Moisés a Arão: Toma um vaso, mete nele um gômer cheio de maná e coloca-o diante do Senhor, para guardar-se às vossas gerações.” – Êxodo 16:33

“Disse o Senhor a Moisés: Torna a por a vara de Arão perante o Testemunho, para que se guarde por sinal para filhos rebeldes; assim farás acabar as suas murmurações contra mim, para que não morram.”  – Números 17:10

A principal peça do tabernáculo de Moisés tornou-se a única peça do tabernáculo de Davi e continha: as tábuas da Lei, o maná e a vara de Arão.

Quando Deus diz que vai levantar o tabernáculo caído de Davi, Ele está dando ênfase e importância ao relacionamento do adorador com Ele.

O adorador deve considerar o decálogo resumido por Jesus Cristo em apenas dois mandamentos: amor a Deus e ao próximo. Sem Jesus Cristo não conseguimos amar a Deus, a nós mesmos e ao próximo. Somente Jesus conseguiu cumprir toda Lei que nos condenava e continua nos dando a vitória no que tange a relacionamentos pessoais que, em geral, são complicados e complexos.

O verdadeiro adorador tem um relacionamento com Deus como o seu Pastor que supre todas as suas necessidades, pois na adoração o cristão aprende mais quem Deus é e a sua confiança e fé aumentam e se fortalecem. O Seu alvo muda de foco: passa a ser Deus e não mais as suas próprias necessidades e vontade. Ao mesmo tempo, Deus lhe é permitido ser seu Deus, o grande Jeová-Jireh (Provedor) que lhe supre tudo em todas as áreas  de sua vida.

O verdadeiro adorador tem a cultura de honra e tem um coração submisso a Deus: reconhece a unção de liderança por Deus estabelecida. A liderança verdadeira jamais é déspota e autoritária, mas firme e fiel no uso de poder e autoridade que acompanham a unção do chamado e escolha.

Em que nível de adorador você se encontra? Em que nível de confiança em Deus você vive? Você ama a Deus e Seus princípios e leis acima de tudo? Anda preocupado com crise financeira ou confia em Deus e vive milagres do suprimento de Deus?  Reconhece que Deus é justo e que trabalha na formação e transformação do seu caráter, apesar da injustiça humana?

O adorador sempre será vitorioso! O seu coração está em Deus e não na realidade terreal. Anda como cidadão celestial e não terreal.


TESTEMUNHO – GIOVANNA MARRA

Participei da Conferência Voz de Sião e vivi experiências incríveis! Em cada uma das sessões fui surpreendida com o amor de Deus!
No domingo tivemos a ministração do Pr. Che Ahn e como família Monte Sião, tivemos um momento de oferta.
Naquele momento, senti no meu coração de dar um valor, mesmo sendo uma pequena quantia, ofertei com alegria e muita fé.
Surpreendentemente, recebi mil vezes o valor da oferta semanas depois da Conferência!
Deus é bom! Ele sempre cuida de nós e nos abençoa grandemente!


LEVANTAREI O TABERNÁCULO DE DAVI

“Naquele dia, tornarei a levantar o tabernáculo de Davi, que caiu, …”

Amós 9:11

Deus e nós. Em parceria com um adorador, Deus levantará o tabernáculo caído de Davi, o homem segundo o coração de Deus. Você e eu temos o privilégio e a honra de participarmos deste plano de Deus. Todo plano divino será perfeita e completamente cumprido. Neste caso, teremos que ser adoradores como o foi o rei Davi. Só entende tal urgência quem entra no lugar da intimidade com Deus, no Santo dos santos.

Quando lemos “tornarei a levantar”, podemos imaginar quantas vezes tem caído este tabernáculo? Se fosse algo físico ou material, não teria caído e nem precisaria mais cair se fosse uma construção sólida. Cai e torna a cair, porque é algo pessoal. Esse tabernáculo reside dentro dos corações dos adoradores. É algo abstrato e espiritual e não aquele suntuoso templo que o rei Salomão ergueu com todo o material riquíssimo ajuntado pelo seu pai Davi por anos e anos.

Deus viu o coração de Davi e gostou. Não há preço que compre ou pague um coração de um verdadeiro adorador. Perfeito, Davi não foi; mas foi sincero e genuíno. Não podia se materializar tal coração, tal momento, tal circunstância.

É mania do homem logo querer materializar tudo que o vislumbra e o encanta. Por quê? É porque se esquece que Deus colocara dentro de nós a Sua eternidade (Eclesiastes 3:11) e nossa tendência é viver apenas o “cronos” em vez de se colocar na eternidade. O que é eternidade?  É o tempo de Deus que não se limita jamais ao espaço físico e nem ao tempo físico deste planeta. É o momento ou a vida no andar do espírito cheio do Espírito Santo.

Como levantar o tabernáculo caído? Não temos poder, mas podemos ser parceiros e amigos de Deus. Cada vez que O adoramos em espírito e em verdade, entramos em parceria com Ele e assim levantamos aquele “lugar” sublime de comunhão com o nosso Deus trino. Toda vez que somos levados pelo Espírito Santo a entrar no recôndito do Santo dos Santos, levantamos o tabernáculo caído de Davi, como diz o Senhor.

Não basta louvar. É preciso mais a fundo e chegamos na adoração. Louvor é bom, mas a adoração é excelente! Os momentos de louvores devem nos levar à adoração. Este é o propósito verdadeiro do Louvor.

No tabernáculo de Davi havia somente a arca do concerto. Nada mais. Davi conseguiu recuperar a arca do concerto, a peça principal do tabernáculo de Moisés. Vamos penetrar na profundeza do tabernáculo de Davi.


TESTEMUNHO – MILLA CAMARGO

Participei da Conferência Voz de Sião e vivi experiências incríveis! Na última ministração do culto de domingo à noite, foi ministrado pelo Pr. Che Ahn sobre a liberação de bênçãos que Deus tem para nós como igreja, trazendo a revelação sobre ofertas e quebra de qualquer falta de prosperidade.
Senti naquele momento que eu precisava fazer uma oferta de um valor que Deus colocou no meu coração.
Após a Conferência, fui comunicada sobre o agendamento da homologação do meu emprego anterior (estou desligada da empresa desde Janeiro). No dia da homologação, me informaram que eu tinha o direito de receber uma diferença do dissídio que não havia sido pago na minha rescisão.
Para minha surpresa, o valor que recebi era exatamente 10 vezes mais do valor que ofertei no dia da Conferência.
Glórias a Deus! A sua fidelidade sempre nos surpreende!


TABERNÁCULO DE DAVI

“Naquele dia, tornarei a levantar o tabernáculo de Davi, que caiu, …” (Amós 9:11)

O maior desejo de Davi era construir um templo onde pudesse colocar a arca do concerto, a peça mais importante do tabernáculo de Moisés. Em seu reinado esta arca esteve numa tenda e a presença de Deus esteve intensa em todo tempo. É claro que o rei Davi teria construído um templo muito rico com toda a riqueza material que havia preparado por muitos anos; entretanto, Deus escolheu que Davi se contentasse com a tenda, algo simples que representa um coração humilde e quebrantado.

Quando a presença de Deus é intensa, muitas regras humanas se dissipam e permanece somente a essência da intimidade do homem com Deus.

Podemos constatar isso com um fato que aconteceu no Concílio de Jerusalém, onde apóstolos e presbíteros se reuniram para resolver uma polêmica que surgiu em torno da circuncisão, algo importantíssimo entre os judeus. Com a propagação do evangelho pós ascensão de Jesus Cristo, muitos gentios estavam se convertendo ao Cristianismo e os judeus esperavam que estes fossem circuncidados. Tiago, porém, ao citar a profecia em Amós 9, teve o entendimento divino de que mais importante era o coração liberto de imoralidade sexual e idolatria diversa do que apenas cumprir um ritual.

O apóstolo Tiago foi usado para trazer a revelação da essência do tabernáculo de Davi: mais do que um ritual, Deus espera a pura adoração, onde Ele é o único e o principal e onde Ele pode falar ao profundo do nosso coração. A circuncisão verdadeira nos capacita a ouvir a voz de Deus no recôndito de Sua presença, debaixo das asas dos querubins (Êxodo 25:22).

A tenda de Davi é um convite para termos intimidade com o nosso Deus e ter um diálogo amistoso com Ele. O verdadeiro discípulo de Cristo, ouve a Sua voz e pratica o que ouve. Quantos mandamentos, pedidos e conselhos deixou Jesus Cristo para nós até que Ele volte!

Quando o nosso coração ama estar diante da arca no tabernáculo de Davi, quando aprendemos a ouvir a voz de Deus e quando praticamos tudo o que d’Ele ouvimos no nosso dia-a-dia, traremos algo mais do que apenas formalismo do Cristianismo. Traremos a presença real de nosso Senhor Jesus Cristo aqui na Terra.

Vamos levantar essa tenda de Davi e na simplicidade de coração vamos entrar em íntima comunhão com Deus e quebrar todo formalismo, pecado sexual e imoralidade que grassam esta nossa terra, a começar da terra brasileira.

 


TESTEMUNHO – BRUNA BRITO

Sou cristã há três anos e estou na Igreja Monte Sião há um ano e meio. Durante esse período pude viver grandes milagres e contemplar uma grande aceleração na minha vida espiritual, através dos cultos e das reuniões no Link que frequentei.

Desde o ano passado, recebi palavras proféticas que meu chamado se iniciaria nos Estados Unidos e que, no mês de Julho, Deus me levaria para um tempo de separação ao lado Dele, onde eu entenderia muitas coisas.

Participei do retiro de páscoa e, através de uma amiga que me encorajou muito, me inscrevi para um curso na base da Jocum, no Hawaii, sem ter os recursos financeiros.

No mês de Maio, um missionário precisava da passagem aérea e eu senti de dar tudo o que tinha para ajudar a pagar a passagem dele, confiando que Deus traria os recursos para o meu sonho da Jocum, se fosse a vontade Dele.

Na mesma semana, recebi um grande milagre, 70% dos recursos vieram para a inscrição. E, uma hora antes de vencer o prazo para pagar as passagens aéreas da minha viagem missionária para a África, recebi um cheque com, exatamente, o valor que faltava no meu quarto.

Glórias a Deus! Creia nas promessas de Deus na sua vida! Ele é fiel para cumpri-las!


LÂMPADA ACESA

“Mas, à meia-noite, ouviu-se um clamor: Aí vem o noivo! Saí-lhe ao encontro! Então, todas aquelas virgens se levantaram e prepararam as suas lâmpadas.” – (Mateus 25:6,7)

O profeta Isaías dissera que não se calaria e nem descansaria até que a justiça brilhasse e a salvação em Israel chegasse como uma lâmpada que queima (Isaías 62:1). Este ardor no coração do Profeta é ainda o desejo mais profundo do nosso Deus. Que reação você tem diante dessas palavras? Que repercussão tem em você esse ardor de Deus? Como de Isaías?

Na parábola das dez virgens, houve duas reações. A de grande expectativa e a de despreparo. A diferença estava na experiência de amor pelo Noivo. Cada grupo representa um tipo de amor que uma noiva tem para com o seu noivo. Uns cristãos amam a Cristo mais do que outros. Quanto maior, mais pessoal e mais profundo o amor, mais zelo na espera pelo dia das bodas. Há experiências que são muito pessoais, únicas e intransferíveis.

A tocha, ou a lâmpada, necessita de combustível, a fim de arder e se manter acesa. Qual é o seu combustível? São experiências pessoais de amor?

Para as virgens sábias, foi o seu relacionamento pessoal e íntimo com o Senhor. Isso lhe proveu óleo mais do que necessário. Experiências pessoais podem até ser relatadas ou compartilhadas, mas jamais dadas a alguém. Não temos a capacidade e nem responsabilidade de dar experiências pessoais a ninguém. Experiência pessoal é pessoal.

Podemos instigar a muitos a amarem ao nosso Senhor Jesus Cristo, mas jamais poderemos ser o combustível que mantém a chama acesa na candeia alheia.

Ao ascender aos céus, o Senhor enviou o Espírito Santo para ser nosso Consolador e nosso guia constante. ele nos convence do pecado, da justiça, do juízo e nos auxilia em horas mais atribuladas. Sua chama brilha quanto mais as trevas cobrem a terra.

A luz não grita. Discreta e segura, brilha sem alardes. Assim deve ser o nosso amor a Deus. Constante, leal e apaixonado. Jamais estático, mas sempre em ativo crescimento. A cada experiência, mais óleo recebemos, mais forte a chama resplandece e muitas nações se inspirarão no nosso amor ao Noive e desejarão, também, ter experiências pessoais com Deus. Ainda é tempo de muitos irem comprar mais óleo da reserva, antes que seja tarde demais. Sejamos uma Noiva que inspira muitos a amarem o Noivo, Jesus Cristo. Seja nossa chama a luz que indica o aminho para se ter o combustível a tempo.