Posts Categorized: Mensagem da Semana

INABALÁVEL

“Ainda uma vez, mostra o remover das coisas abaláveis, como as coisas feitas, para que as inabaláveis permaneçam. Por isso, tendo recebido um reino que não pode ser abalado, retenhamos a graça, pela qual possamos servir a Deus agradavelmente, com reverência e temor santo: porque nosso Deus é um fogo consumidor.”

(Hebreus 12:27-29 – trad. lit. KJ)

A tempestade, os ventos e as chuvas podem derrubar uma casa que foi edificada sobre a areia, enquanto que aquela edificada sobre a rocha resiste a tempestade e permanece firme. Assim Jesus Cristo faz a comparação entre o homem prudente e o insensato; sendo que o prudente é aquele que escuta as palavras d’Ele e as pratica. O contrário é o néscio (Mateus 7:24-27). As tribulações, as provas e as tentações podem vir a qualquer momento de nossa vida. Deus tem o tempo em Suas mãos. Há vezes que podemos prever os perigos e há vezes que não; entretanto, quem está sempre em plena conexão com Deus Pai, estará pronto para enfrentar qualquer tempestade. As palavras do Senhor são realmente lâmpada para os nossos pés e luz para os nossos caminhos (Salmo119:115). Elas nos guiam de tal forma que não seremos abalados quando as tempestades da vida acontecerem. Pode tudo se abalar e cair, mas aquele que confia no Senhor Deus, no Seu caráter e nas Suas palavras, tem segurança e mantém-se firme e inabalável. Assim como a edificação de uma casa não acontece de noite para dia, nós também crescemos um pouco de cada vez, e a solidez acontece progressiva e continuamente. Nosso Deus onipresente, onisciente e onipotente, está vendo tudo. Nada passa despercebido aos Seus olhos. O fogo do Espírito Santo queima tudo que é passageiro e frágil: palha, feno, madeira, enquanto o ouro, a prata e as pedras preciosas são purificados. Isso é o batismo do fogo. Assim o nosso caráter e nossas obras são testadas. Jesus Cristo está à direita do Pai intercedendo por cada um de Seus filhos. Quando acusados pelo satanás, Jesus Cristo é o nosso Advogado junto com o Pai (Hebreus 7:25; 1 João 2:1). Jamais Deus quer nos perder. Nosso Deus Triuno torce por nós. O Seu amor é grande demais. A Sua graça infinita nos socorre nas tempestades da vida e Ele aperfeiçoa em nós o Seu poder nesses momentos das tribulações. Como você está sendo edificado? Você serve a Ele com fidelidade e alegria? Façamos a nossa parte e Ele fará a Sua!

Dra. Sarah Hayashi 


COMO MONTE SIÃO

“Os que confiam no Senhor são como Monte Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.”- Salmo 125:1

Sião refere-se tanto a lugar físico como espiritual. Na Bíblia, a palavra Sião é mencionada mais de 150 vezes e há riqueza no seu sentido espiritual. Escolhemos um dentre essas menções: “Eis que ponho em Sião uma pedra angular, eleita e preciosa, e quem nela crer não será, de modo algum, envergonhado.”( 1 Pedro 2:6). Uma pessoa que confia no Senhor jamais passará vergonha. Você já deve ter passado vergonha, e deve saber quão embaraçoso é ser humilhado. Jesus Cristo já passou vergonha por todos nós. Imaginou passar vergonha incontáveis vezes? A dor que fica? Ele tomou o nosso lugar inclusive nesses momentos em que nos sentimos insignificantes, mas nessa hora Ele quer que você e eu lembremo-nos de que não precisamos ficar abalados. Muito pelo contrário, nessas horas de dificuldade, de desprezo, de rejeição, de crítica maldosa … Ele deseja que você olhe para Ele que o ama intensamente e incondicionalmente. Jesus Cristo jamais morreria à toa. Se Ele nos deu vida naquela horrível cruz de condenação vergonhosa, é porque Ele tinha algo bem melhor, insuperável a qualquer sacrifício que alguém faria por você e por mim. Então, por que não confiar n’Ele? Deus é Deus! Ele não é como um ser humano falho. Se Ele deu o Seu próprio Filho para ser sacrificado por cada um de nós, certamente Ele se interessa pelo melhor para nós. Muito óbvio falar assim? Pode ser, mas também deveria ser óbvio não ficar abalado por qualquer coisa neste mundo, onde a decadência e a corrupção aceleradamente se alastram, roubando a esperança e ânimo dos corações. Não se deixe ser roubado. “Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?” (Romanos 87:31,32) Quando você anda firmado no amor infalível de Deus, que força maior pode existir? Nenhuma. Nada supera o poder deste amor de Deus. Seja tão forte e inabalável como o Monte Sião, onde o rei Davi escolheu edificar a Casa de Deus, a morada de Deus e onde Salomão construiu o templo em celebração a este nosso maravilhoso DEUS! Devemos fazer um SIÃO, isto é, o lugar mais alto da habitação de Deus, em todo o lugar onde moramos, trabalhamos, viajamos, estudamos, e elevar o nosso Deus! Nossa tarefa é trazer Deus e o Seu reino aqui na Terra. Não se abale!

Dra. Sarah Hayashi 


O ESPÍRITO DA VERDADE

“Mas eu vos digo a verdade: convém-vos que eu vá, porque, se eu não for, o Consolador não virá para vós outros… “quando vier, porém, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda verdade;”- João 16:7 a 13

Na Sua sabedoria, como sempre, Deus faz tudo perfeito. Para Ele habitar dentro de cada ser humano que experimenta o novo nascimento, Ele teria que realmente ser um “pneuma”, isto é, Espírito. Deus triuno é Espírito. O Espírito Santo, enviado após a ascensão de Jesus Cristo, é o agente da Trindade divina e agora é o seu ministério até a segunda vinda de Jesus Cristo. Que maravilhoso saber que assim Ele pode habitar em você e em mim ao mesmo tempo, no Brasil e nos confins da terra ao mesmo tempo. O plano de Deus é perfeito! Tudo quanto está escrito nas Escrituras se cumprirá, queiramos ou não. Nosso é o privilégio e também a honra de podermos participar desse grandioso plano universal da redenção completa e somos consolados porque tudo de ruim terá um fim na segunda vinda de Jesus Cristo. Quanto mais andamos com o nosso Deus, mais sabemos que no Seu tempo certo, Deus ainda terminará o Seu plano e isso será com êxito culminando com a união eterna do Cordeiro com a Igreja, Seu Corpo e Sua noiva. Nada fazemos por favor a Deus. Isso seria um absurdo. Algumas pessoas, porém, pensam que Deus necessita de “coisas” ou de nossos serviços. Tudo quanto fazemos para Ele ou por Ele, nada mais é do que um privilégio e uma honra! Fazermos parte de Deus e Sua obra é uma bênção sem preço! Deus enviou o Espírito Santo, o Espírito da verdade, a fim de nos guiar em tudo que foi e é revelado por causa de Jesus Cristo que veio nos redimir com Seu sangue. Deus é verdade e é Espírito e procura aqueles que O adoram em espírito e em verdade. Deus é a Verdade. Ele é o grande “Eu sou”. Ele nos quer ver verdadeiros e sinceros. O quanto de verdade existe em nós? Percebi há muito tempo atrás que o amor da verdade é uma grande bênção. Há crentes que não amam a verdade e há incrédulos ou ateus que são sinceros e verdadeiros e que amam a verdade, de certa forma. Mesmo que ainda não tenham a Jesus Cristo, que é a Verdade, mas porque amam a verdade, um dia chegarão à fonte da verdade, que é Jesus Cristo. O amor da verdade é algo sublime e tão necessário para nos achegarmos a Deus! Você tem o amor da verdade? (1 Tessalonicenses 2:10) Quem a tem, deseja mais.

Dra. Sarah Hayashi 


AMOR DERRAMADO

“porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado.” – Romanos 5:5

O poder dos altos que os discípulos de Jesus Cristo obtiveram após cinquenta dias de espera, foi um dos sinais do Espírito Santo derramado nos seus corações. Com essa experiência, os frutos começaram a despontar de modo extraordinário através dos Seus discípulos e espera-se o mesmo da parte dos cristãos. O Espírito Santo apresenta os dois aspectos de Deus: poder e caráter. O poder se relaciona diretamente às obras, enquanto o caráter é a personalidade de Deus gerada em nós na transformação à semelhança de Cristo. Jesus Cristo foi a máxima expressão da Trindade divina, mas é o Espírito Santo que capacita a cada discípulo, que interage com Ele, e o prepara para atuar como Cristo atuou aqui na Terra. O fruto do Espirito Santo é produzido na proporção dessa interação e cada parte desse fruto se evidencia no discípulo de Jesus Cristo, ou mais ou menos, dependendo da busca sincera: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Toda vez que operamos nos dons do Espírito Santo, correta e biblicamente, o Senhor se manifesta e cabe a cada um de nós buscarmos o equilíbrio entre o poder e o caráter. Alguns têm muito poder e pouco amor; enquanto, outros têm amor, mas a sua fé é sem obras. Precisamos ser transformados cada vez mais e receber o amor de Deus nos nossos corações de modo constante e progressivo. O amor de Deus nos leva a amar as vidas como Ele as ama. Nosso amor humano é muito falho e não temos a capacidade de amar as pessoas devidamente. Por isso agradecemos a Deus que Se propõe a nos encher de Seu amor quando Ele nos enche com o Espírito Santo. As pessoas estão carentes de algo mais e neste século estão famintos de amor e poder. Somente Deus pode preencher os corações vazios e sem rumo. Sejamos estes instrumentos nas mãos de Deus e assim levaremos esperança aos quebrantados, libertaremos os cativos, consolaremos os tristes, colocaremos uma coroa em lugar de cinzas, vestiremos os angustiados com alegres louvores (Isaías 60:1-3). É para esse propósito que Deus derrama o Seu amor em nossos corações, através do Espírito Santo. Se carregarmos o poder e o amor de Deus, estaremos manifestando a Sua glória e a terra se encherá do conhecimento de Deus como as águas cobrem o mar. Esta é a tarefa da Igreja de Cristo (Isaías 11:6).

Dra. Sarah Hayashi 


SE NÃO TIVER AMOR

“Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, … Ainda eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei. E ainda que eu distribua todos s meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará.” (1 Cor 13:1-3)

Jamais me cansaria de ler, reler e meditar este trecho bíblico. Há anos faço isso, mesmo assim sinto estar tão aquém desse modelo de amor, o amor perfeito de Deus Triuno. Há anos que estou vivendo a vida cristã desde o novo nascimento e fico sempre extasiada ao ver o imensurável amor de nosso Deus tão amoroso, tão bondoso, tão paciente e tudo que diz respeito a esse amor. Deus é amor! Todos concordam, creio eu, que recebemos de Deus esse amor muito mais do que damos a outros. Não devemos nos desanimar ao ver o modelo tão longe do nosso alcance. É questão de continuamente sermos transformados pelo Espírito Santo. Tão importante no andar cristão é o conhecer o Espírito Santo que nos guia em toda verdade e que nos convence do pecado, da justiça e do juízo (João 14 a 16). Essa sensibilidade anda ligada com a nossa consciência. A consciência é a primeira voz de Deus para cada ser humano que nasce nesta terra. Pode uma pessoa nem ser um crente, mas se tem a consciência protegida e bem cuidada, tal pessoa será incapaz de fazer muitas coisas que até os crentes fazem e escondem. Tal é o valor de nossa consciência (Romanos 2:11-17). Muitos crentes podem falar e até pregar sobre o andar no espírito, mas será que se refere ao andar no espírito cheio do Espírito Santo? O amor perfeito de Deus só cresce em nós à medida que nos abrimos ao Espírito Santo e concordamos com Ele. Após o novo nascimento, o processo da santificação não é algo automático. Requer ensino, direções e concordância. Que cada crente não permaneça crente, mas se torne um verdadeiro cristão! Um filho de Deus deve crescer e amadurecer. Jamais permanecer do jeito que veio a Cristo. Temos que ser transformados à semelhança de Cristo Jesus, pelo Espírito Santo, este que derrama o amor de Deus nos nossos corações (Romanos 5:5).

Dra. Sarah Hayashi 


AFETUOSOS CORDIALMENTE

“O amor não seja fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem. Sede cordialmente afetuosos uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.” – Romanos 12:9, 10

Se somos exortados a amar sem fingimento, significa que existe amor fingido. Amor é algo que todos nós requeremos e pouco conseguimos oferecer. Sempre estamos em dívida. Infelizmente nossa capacidade de amar é pouca, mas felizmente temos um Deus Todo-Poderoso cheio de amor. Ele é o único que nos ama como amor perfeito e pode nos conceder esse amor infalível, o afeto cordial. Deus expressou o Seu amor de várias formas: amor de mãe, amor de pai, amor de irmãos, amor de amigo, amor de cônjuges e amor de caridade. Mesmo com todas as formas de amor entre os humanos, ainda sempre estamos aquém da capacidade de amar como Deus ama. Deus é amor. Ele é todo amor. Quanto mais O conhecemos, mais amor teremos para dar, pois Ele é a única fonte do verdadeiro amor que se dá, nada esperando de volta. Jesus Cristo veio para Se dar e deixou o maior exemplo de amor. O amor de mãe é algo tão natural que ela nem percebe o quanto ela está doando ao ser que se forma no seu ventre. Por nove meses, o bebê está recebendo todos os nutrientes da progenitora e isso, por um ato divino. Até nos animais vemos esse amor de mãe. Deus é tão maravilhoso que usa a mãe para cada ser humano e para cada criatura iniciar a sua jornada no caminho do verdadeiro amor, sem fingimento. Deus patenteou o Seu amor na maternidade como um decreto. Ele decretou certos gestos e comportamento nas Suas criaturas; mesmo que o coração humano se perverta e se corrompa, é inegável que fomos feitos à imagem e semelhança do nosso Deus. Animais amam sem compromisso e sem sustentabilidade, mas o homem jamais consegue estancar a sua sede por amor e por mais amor. É insaciável. Apenas o amor de Deus sacia e dá mais sede e sacia mais e assim, sucessivamente e eternamente. Oh! Como queremos ter esse amor que nos capacita a ter afeto cordial! Sejamos instrumentos que levam sementes de amor por onde quer que vamos. Tal amor que sacia, mas que gera mais sede de amor. Esse amor vem de Deus. É inegável que o amor de mãe é o primeiro amor que expressa o amor divino. Demais amores são expressões seguintes ao amor do nosso Deus tão amoroso! Só Deus tem o amor perfeito que santifica e aperfeiçoa os demais amores. Só Deus pode nos capacitar a amar sem fingimento.

Dra. Sarah Hayashi 


CONHEÇO EM PARTE

“ … agora, conheço em parte, então conhecerei como também sou conhecido.” – 1 Coríntios 13:12

Até a segunda volta do nosso Senhor Jesus Cristo, por mais que busquemos as coisas celestiais com todo afinco, ainda vemos e conhecemos apenas parte de toda verdade do reino celestial. Deus desvenda paulatinamente os segredos a certas pessoas, como lemos a menção às palavras do profeta Isaías: “mas, como está escrito: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que O amam.” Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus.” (1 Cor 2:9,10) Qual é a causa de desejarmos conhecer mais as profundezas de Deus? Que efeito tem tal conhecimento em nossas vidas e no mundo? Com certeza não é uma mera curiosidade. Quanto mais o nosso relacionamento com Deus se estreita, o desejo por mais de Deus vai aumentando. Quanto mais temos o amor da verdade, mais desejamos nos aproximar do nosso querido Deus. Essa vontade aumenta porque o Espírito Santo se move dentro dos nossos corações. Isso é uma dádiva. É uma bênção chamada GRAÇA: “Bem-aventurado aquele a quem escolhes, e aproximas de ti, para que assista nos teus átrios: ficaremos satisfeitos com a bondade de tua casa, o teu santo templo.” (Salmos 65:4) A graça do Senhor é sublime e maravilhosa demais. A mente humana não consegue ver o seu começo e seu fim, tão vasta, tão extensa e tão profunda a graça é. A nossa parte é só buscarmos mais e mais a Ele: “Buscar-me- eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração.” (Jer 29:13) e “Buscai o Senhor enquanto se pode achar. Invocai-o enquanto está perto.” (Is 55:6) Enquanto vemos em parte, procuremos a Deus mesmo assim, pois temos a esperança de que um dia, no Dia do Senhor, todas as dúvidas se dissiparão e nós seremos completos n’Ele e O conheceremos completamente. Por enquanto, vivemos na nossa imperfeição e amamos imperfeitamente, mas isso não nos deve deter no processo de nossa obediência aos Seus mandamentos, o segundo mandamento dado a nós por Moisés. Mesmo que Jesus Cristo tenha cumprido por nós todos os dez mandamentos, ainda resta a nós a escolha e a obediência. Pelo menos hoje temos o Espírito Santo que nos concede o poder dos altos e nos capacita a amar a Deus e ao próximo. Se amamos a nós mesmos, proporcionalmente amaremos o nosso próximo.

Dra. Sarah Hayashi 


TRAGADA FOI A MORTE

““Tragada foi a morte na vitória. Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória? Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Mas graças a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo. Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor. “- 1 Coríntios 15: 54-58

Como manter a vitória conquistada por Jesus Cristo na Sua morte e ressurreição? Até a segunda vinda do nosso Senhor, a morte vem com seus aguilhões, enquanto a obra da redenção continua aqui conosco. Somos já os redimidos pelo sangue do Cordeiro Pascal e estamos no processo de santificação de nossa alma. Nosso corpo e toda criação, isto é, o mundo natural, ainda esperam pela compleição da salvação feita por Cristo na cruz do Calvário. A obra da redenção continua! As Bodas do Cordeiro com a Sua noiva, a Igreja, está sendo preparada! Muitas coisas ainda estão para acontecer! Toda profecia desde o Antigo Testamento ainda se cumprirá. Qual a parte ativa dos remidos do Senhor? Deus trabalha em parceria conosco, pois quem estragou o plano original de Deus fomos nós, seres humanos, já na semente de Adão e Eva. Nossa parte é obedecer a Deus e andar com Ele, passo a passo. Jesus Cristo já venceu a morte, mas somos nós, cristãos, que vamos patentear essa vitória. Como? Lemos acima que o pecado é o aguilhão, isto é, a “cutucada”. Hoje é comum alguém receber umas “cutucadas” no seu “facebook” por parte de opiniões contrárias. Quem é contrário ao que Deus fez? Daí, você pode concluir. Temos os conselhos da Palavra de Deus: sermos firmes e constantes (v. 58). A vitória sobre o pecado e toda forma de morte nos pertence. Vivamos a vitória pela fé em Jesus Cristo e pelo poder e direção do Espírito Santo! Toda vez que entristecemos ao Espírito Santo, é o mesmo que estar recebendo um aguilhão da morte. Isso não deve acontecer! Requer de nós firmeza e constância na comunhão íntima com Deus Triuno. Temos uma promessa do nosso Senhor Deus e concordamos com Ele. Caminhemos conforme estas palavras poderosas do nosso Deus: “E os resgatados do Senhor voltarão; e virão a Sião com júbilo, e alegria eterna haverá sobre as suas cabeças; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido.” (Isaías 35:10)

Dra. Sarah Hayashi 


PASSA DE MIM ESTE CÁLICE

“Pai, se queres, passa de mim este cálice; contudo, não se faça a minha vontade, e sim a tua.”- Lucas 22:39

Jesus se referia a cálice como uma situação na vida que leva alguém a um outro estágio, algo que para os discípulos era bem desconhecido, como lemos: “Não sabeis o que pedis. Podeis vós beber o cálice que eu bebo ou receber o batismo com que sou batizado?” Aqueles discípulos, que almejavam os melhores lugares na vida pós-terreal, não tinham idéia do preço alto a pagar em troca. Muitas vezes, como filhos imaturos, não conseguimos mensurar o sacrifício de Jesus Cristo que tomou o nosso lugar na cruz e nos salvou da morte eterna. Tenho andado com Cristo por mais de seis décadas e ainda descubro o quanto ainda estou aquém de compreender o amor de Deus revelado naquele “cálice” no jardim Getsêmane. Não temos noção do sacrifício de Jesus Cristo e de Sua tamanha dor que estourou os vasos sanguíneos ao ponto de suar sangue. A cada semana santa, em todos esses anos de minha vida, por mais que tenha zelosa e humildemente meditado na “via dolorosa” com gratidão, posso dizer que o amor de Deus Pai e de Deus Filho Jesus Cristo não tem começo nem fim. O Espírito Santo tem me ajudado passo a passo, mas ainda se torna imensurável. Não devemos nos desanimar em prosseguir em conhecê-lo. Quanto mais O conhecemos, mais O amamos e mais gratidão flui do fundo dos nossos corações. Quando já entendemos que não entendemos o amor de Deus, só nos resta prosseguir, sempre nos enchendo desse amor. Quando entendemos os “cálices” que temos que tomar e não os recusamos, antes humildemente tomamos por amor a Ele e pela fé em Sua fidelidade, estaremos entendendo um pouco mais do amor que pendurou Jesus Cristo na cruz do Calvário. Naquele cálice de Jesus Cristo estavam as nossas iniquidades, pecados e transgressões. O próprio Espírito Santo nos assiste em nossas fraquezas. Somente com a ajuda do Espirito Santo que vivifica as Escrituras em nossos corações poderemos suportar a agonia de nossos “getsêmanes”. Cada vez que oramos “de joelhos” dizendo: “Pai, se queres, passa de mim este cálice; contudo, não se faça a minha vontade, e sim a tua”,  como o fez Jesus Cristo, teremos coragem e força para suportar os momentos difíceis do nosso caminhar cristão e assim alcançaremos o cumprimento do nosso destino aqui na Terra e O glorificaremos e viveremos em Sua glória eternamente.

Dra. Sarah Hayashi 


REINO INABALÁVEL

“Pelo que, tendo recebido um reino que não pode ser abalado, retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus agradavelmente com reverência e piedade;” – Hebreus 12:28

Você já viu alguém agitar ou balançar uma árvore com folhas amareladas ou secas numa época de outono? Ficam somente as folhas verdes. Tudo tem o seu tempo. Há momentos em nossa vida em que Deus deseja fazer uma poda em nossas vidas, a fim de que
produzamos mais frutos. Deus promete abalar todas as coisas móveis ou abaláveis a cada período da história da humanidade e também nas vidas pessoais. O abalável deve cair para dar lugar às coisas novas. Deus sempre
tem algo novo. Jesus Cristo teve o Seu tempo todo planejado pelo Pai desde a queda do homem no jardim do Éden. Veio o tempo de Seu Filho se encarnar, viver e morrer como o maior dos pecadores e ressuscitou como o maior dos vencedores para a eternidade.
Aos olhos humanos e cegos de coração, Jesus Cristo foi visto como um miserável que mereceria morrer na cruz entre os maiores criminosos da época. Levou sobre Si tudo que era abalável e passageiro, tudo que era destrutivo e mortal. Foi um tempo tenebroso que sofreu temporariamente. O eterno sempre vence. Historicamente, Ele iniciou a era do poder da ressurreição. No plano divino, Ele sempre foi vencedor. Sofreu uma etapa em que desceu ao Hades para patentear a sua vitória sobre a morte. Mal sabiam os homens e as trevas que Ele sempre fora e será um vencedor invicto. Como pode esse poder operar dentro de nós, uma vez que Ele veio habitar dentro dos corações que pela fé O receberam? Há muitos que já O receberam em seu espírito, mas mal conhecem e mal vivem tal poder da ressurreição. Você quer saber como o
saberemos? Existem também níveis ou intensidade desse poder da ressurreição. Esse poder da ressurreição se evidencia através de uma vida vitoriosa e abundante com a medida da retidão, da paz e da alegria no Espírito Santo. Você é satisfeito? Você é cheio de paz? Você é uma pessoa alegre? O quanto de Cristo Jesus há dentro de você? O viver o poder da ressurreição não é medido pelos sucessos do ponto de vista material ou intelectual ou relacional. Muito pelo contrário, é medido pela perseverança, paz e alegria em meio a tribulações, rejeições humanas, carência material, solidão e fracassos. Este sim tem o reino inabalável!

Dra. Sarah Hayashi