Posts Categorized: Mensagem da Semana

MEU SALVADOR

A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador,

Lucas 1:46,47

Qual mulher não gostaria de ter estado no lugar da Maria? Se pensar no que ela sofreu de falatórios e críticas, de rejeição e zombaria, ninguém gostaria de ter estado em sua pele. Algumas mulheres, porém, que entendem o privilégio excepcional,  teriam emprestado o seu útero para o Rei dos reis, o Salvador do mundo, o Deus encarnado … Hoje, teriam inveja “santa” dela.

Maria entendeu pelo poder e revelação de Deus o privilégio incomum de ser a mão natural de Jesus Cristo Homem e Deus. Muitas verdades e riquezas celestiais são entendidas somente por revelação. Isso é um milagre. É mistério. Nossa mente natural, que tem raiz na desobediência de Eva e Adão, jamais consegue captar o sentido das coisas celestiais e divinas.

O próprio Jesus Cristo veio à Terra e enfrentou tudo o que sofreu porque teve o entendimento da glória de Deus. Se Ele não Se lembrasse a toda hora de Seu propósito de ter se encarnado,  e especialmente enquanto carregava aquela cruz a caminho do Gólgota, não teria suportado tamanha dor da separação de Seu Pai no momento em que representou a humanidade pecadora e corrupta.

Você tem sofrido algum desprezo, ou rejeição, ou zombaria, ou um olhar esquisito das pessoas, só porque você é cristão? Ou você tem tido orgulho e alegria de ser conhecido como um cristão ou um seguidor de Cristo?

Maria, aquela simples e pobre mulher, pura de coração, não recusou o seu útero e nem se envergonhou do seu tão esperado Salvador que iria estar incubado nele por meses. Muito pelo contrário, ela exaltou a Deus e deixou o legado de um maravilhoso cântico que tem perdurado até hoje e tem sido entoado por todas as nações e línguas da face da Terra.

Como podemos ser hoje um útero para acolher o Salvador? Ele pode ser acolhido em nossos corações, humildes como uma manjedoura, num estábulo que é este tenebroso e corrupto mundo atual. Quando entendemos o valor do nosso Salvador, honraremos e adoraremos o Filho do Deus vivo dentro de nossa “manjedoura” e a luz brilhará muito forte nesse lugar e os sábios, ou magos, O acharão.

Se formos tal manjedoura, a luz brilhará e conduzirá muitos “sábios” a adorarem este nosso Salvador e Rei dos reis! Hoje, o mundo está em profundas trevas, mas a luz mais brilha intensa! Isaías 60:1-3

Dra. Sarah Hayashi


DIZE ÀS CIDADES

…levanta a voz fortemente; levanta-a, … e dize às cidades de Judá: Eis aqui está o vosso Deus.” 

Isaías 49.9

Pede-me, e eu te darei as nações por herança e os confins da terra por tua possessão.

Salmos 2.8

A tendência humana é muitas vezes se interiorizar e olhar para suas próprias necessidades e o seu mundo acaba se resumindo no seu interior de carências.

A mente de Cristo não é assim. Os pensamentos e os caminhos do Senhor são altos demais e a mente humana precisa reconhecer que Deus é Deus. Somente a mente transformada poderá entender os pensamentos, as palavras e os caminhos de Deus (Is 55.8,9).

Quando Deus fala em termos de cidades e nações, Ele está alargando a nossa mente estreita e pequena. Em tempos como este, é muito importante ter a mente alargada, pois o mundo e toda criação estão “gemendo”, esperando pela manifestação dos filhos de Deus, o que os resgatará da corrupção e decadência.

Deus por Si, sem nós, poderia muito facilmente mudar este mundo num segundo só, entretanto, Ele o fará através dos Seus filhos responsáveis pelo dano causado no jardim do Éden devido a sua desobediência. Quando Eva e Adão pecara, nós estávamos na semente humana dentro deles. Por isso somos inclusos na responsabilidade de resgatar os direitos e responsabilidades que Deus Criados lhes havia entregado. Ainda as nações e as cidades estão esperando pelo livramento da corrupção.

Jesus Cristo já fez a Sua parte, morrendo em nosso lugar, pagando todo castigo e morrendo a nossa morte. Deus Pai e Jesus Cristo enviaram o seu representante, o Espírito Santo que, agora, nos capacita a guerrear e resgatar os direitos de governar esta terra, de frutificar, multiplicar e voltar ao estado original de relacionamento com Deus Trino.

O cristão deve entender que tem uma grande responsabilidade e participação na salvação de envolver nações e cidades. deus reina sobre todo universo, mas os filhos maduros é que manifestarão a glória de Deus.

Agora é a nossa vez de atuar. Só o podemos pelo poder e autoridade de Deus, com base na ressurreição de Jesus Cristo, através de obras acompanhadas por sinais e maravilhas. O Espírito Santo e a igreja chamam o retorno de Jesus Cristo. Façamos parte deste grande comissionamento. Que a nossa vida manifeste o reinado de Deus. Tomemos posse dessa responsabilidade com autoridade que Jesus Cristo nos delegou.

Dra. Sarah Hayashi


NÃO TEMAS E DIZE ÀS CIDADES

“Tu, anunciador de boas novas a Jerusalém,  …  não temas e dize às cidades de Judá: eis aqui está o vosso Deus.”

Isaías 40:9

Em toda Bíblia, quantas vezes vemos Deus encorajando o Seu povo! Um dos benefícios da leitura diária das Escrituras Sagradas é o fortalecimento dos cristãos. A Palavra de Deus é o alimento diário, assim como uma boa alimentação natural fortalece o corpo humano. O próprio Deus já falou isso e Ele nos encoraja a não ter medo. Por que o homem tem tanto medo?

A criança já nasce com medo. Medo de andar e cair, medo de comer coisas novas, medo do escuro, medo de doenças, medo de não casar e ficar “pra titia ou titio”, medo de ficar sozinho e, enfim, medo de morrer. Bem sabemos de onde veio o medo. Desde que os nossos pais Adão e Eva foram separados de Deus e expulsos do jardim do Éden, nascemos com tal iniquidade chamada medo.

Deus nos chama para sermos a voz encorajadora para as cidades, isto é, para toda humanidade. Quando Deus reina, tudo é seguro. O Seu reino é inabalável: “Pelo que , tendo recebido um Reino que não pode ser abalado, retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus agradavelmente com reverência e piedade;” (Hebreus 12:28)

O quanto Deus está reinando em sua vida? Em suas atividades diárias? Em seus relacionamentos e amizades? Em seus negócios? Em seu lar? Em seus estudos?  Uma vez que morremos com Cristo no batismo das águas e ressuscitamos como homem novo, devemos manter o crescimento do homem novo. O cristão não deve se esquecer dessa verdade. Uma vez que Jesus Cristo veio morar em nosso coração, somos pessoas diferentes dos demais seres humanos e o nosso corpo se tornou o templo do Espírito Santo. A maioria dos crentes se esquece disso e volta a viver o homem velho. O homem velho é cheio de medo.

Vamos nos renovar a cada dia na nossa fé em Cristo Jesus e nas Escrituras e viver em novidade de vida! Temos que nos lembrar disso e relembrar outras pessoas  que Deus é o nosso Deus e que Ele reina! O Seu reino é inabalável e por isso somos inabaláveis n’Ele.  No mundo teremos aflições, mas o Senhor nos livra de todas as tribulações! O mundo passará, mas as promessas de Deus jamais passarão! O que está escrito, ninguém pode apagar! As palavras de Deus não voltarão vazias, mas se cumprirão! Anuncie isso e seja essa voz encorajadora!

Dra. Sarah


ERGUE TUA VOZ COM FORÇA

… Tu que anuncias as boas novas a Jerusalém, ergue a tua voz com força, levanta-a e não temas…” –  Isaías 40:9 “Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.” 

2 Timóteo 1:7 

Muitos podem ser ousados  e fortes na sua própria personalidade, mas a força que mencionam as Escrituras Sagradas é diferente. Por exemplo, Moisés, criado para ser um príncipe ou faraó, ficou com medo quando Deus, o grande EU SOU, o chamou para se apresentar a faraó e tirar o povo judeu do Egito.   Quantos se mostram muito corajosos e destemidos nas coisas naturais, mas tornam-se  fracos nas coisas do reino de Deus? Por quê? Os valores do reino de Deus  requerem o poder do Espírito Santo para serem vividos e praticados.

Podemos fazer muitas coisas com a força do nosso braço, mas uma pessoa que deseja servir ao Senhor, mesmo sinceramente, não consegue por sua própria força. A sua força serve para desejar, mas realizar a vontade de Deus é mais do que desejar. Na obra de Deus, as pessoas são usadas por Deus quando elas não dependem de si mesmas. Quanto mais entregue à disposição do Pai, mais eficiente e útil para Ele.

Nas nossas fraquezas o Seu poder se aperfeiçoa (2 Cor 12:9). Tudo que se levanta  entre Deus e mim precisa ser removido, inclusive e principalmente tudo aquilo que nos faz julgar muito aptos para Deus. Somos facilmente enganados por nossa percepção, especialmente quando nos sentimos muito eficientes. Deus não precisa de nossa presunção. Ele deseja vasos que têm lugar para o Seu poder.

A voz que declara as boas novas a Sião será a voz forte sob o poder do Espírito Santo e não a voz da presunção.

Que o Espírito Santo nos ajude e venha sondar o profundo do nosso ser! Que Ele nos ajude, na prática, a morrer para o nosso velho homem que se acha auto-suficiente e entreguemo-nos à Sua disposição. Quanto mais Deus, menos de nós. Assim, a voz que traz as boas novas serão carregadas de valores do reino de Deus e poder dos altos. Essa voz transforma corações.

Muitas são as vozes neste mundo, mas a voz que consola e oferece esperança e alegria é  a que soa os valores do reino inabalável de Deus e impulsiona os corações a permanecerem em Cristo Jesus.

Dra. Sarah Hayashi


ANUNCIADOR DE BOAS NOVAS

“Tu, ó Sião, que anuncias boas-novas, sobe a um monte alto! …”

Isaías 40: 9

Na Escritura Sagrada, na sua linguagem figurativa, topo de um monte ou de uma montanha, ou mesmo de um montículo, sempre teve uma conotação de relevância ou de importância; ao contrário de vales, que frequentemente  simbolizam dificuldades ou tristezas.

Se alguém deseja anunciar boas-novas acaba subindo em lugares altos onde possa ser visto e ouvido. Como Jesus Cristo que ensinou a essência do Cristianismo num monte, de tal forma que está registrado o Sermão do Monte.

Estamos vivendo dias em que o cristão, que é sal d terra e luz do mundo, não mais deve ficar escondido em caverna choramingando as dificuldades como o fez uma vez o profeta Elias. Precisamos, com ousadia, poder e moderação, ser esse anunciador de boas novas. Deus nos deu esse poder e autoridade para levar as boas novas, já há muito tempo atrás … desde que Jesus Cristo ascendeu aos céus e nos delegou autoridade e poder!

Sempre houve servos de Cristo cumprindo tal tarefa, mas, nestes tempos do fim, a Igreja madura e em unidade deve globalmente atuar. As trevas cobrem a Terra, mas a luz está brilhando nessa escuridão. Todas as coisas parecem convergir para o fim mais próximo da segunda volta de Cristo. Os sinais profetizados na Bíblia estão ficando muito nítidos e a Igreja precisa ter foco não mais em coisas particulares, mas no destino final da Igreja, como Corpo de Cristo. Mais do que antes, unidade! Há unção quando os irmãos vivem em união (Salmo 133), isto é, a Igreja mais do que nos tempos da Igreja Primitiva!

A Igreja deve subir ao topo dos montes. Ser como águia que voa bem alto e do alto ver a terra abaixo, ter a visão global de conquistador do mundo. É tempo de lançar as flechas que ajuntou em suas aljavas. Flechas, como lemos em Salmos 124:4. Quantos têm preparado as flechas? Quem tem, agora é a hora de lançá-los para conquistar os topos de cada área da sociedade e assim conquistar as nações da Terra! Quem não tem, ainda é tempo de acelerar e preparar as gerações vindouras para que ocupem lugares de destaque nos montes da ciência, da saúde, da educação, dos negócios, das artes e entretenimentos, da família e da  política.

Temos  nossa vitória em mãos! Não estamos sendo enviados por Cristo como para tentar ganhar as batalhas. Ele já venceu tudo por nós. A nossa parte é apenas obedecer a Deus, confiar n’Ele e depender da vitória já conquistada na cruz do Calvário!

Dra. Sarah Hayashi


CHEIO DE GRAÇA E VERDADE

“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e verdade,” … Porque a lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo.” 

João 1:14 e 17

Graça e verdade andam juntas. Quando temos a graça de Jesus Cristo dentro de nós, temos também a verdade, pois Jesus é a verdade. Se realmente somos filhos de Deus, temos a verdade e amor dentro de nós. O caso é que, infelizmente, as pessoas, em geral, se distraem e não vivem o verdadeiro Cristianismo. Uma vez que temos o Espírito Santo, temos todo apoio do Espírito Santo, que nos guia em toda verdade. E a verdade pode até doer, mas nos liberta e nos ilumina.

A graça do Senhor nos dá forças em todos os momentos, mas especialmente em horas difíceis. Ter um coração reto não significa perfeito, mas é aquele coração que está disposto a corrigir tudo que não agrada a Deus. O coração reto é aquele que deseja estar bem alinhado com o prumo de Deus, isto é, com os princípios divinos. Podemos não ser perfeitos, mas retos e limpos podemos ser. Deus está sempre desejando ver-nos retos e limpos, cada vez mais transformados à semelhança de Cristo Jesus.

Bem que João Batista tinha dito que Jesus iria nos batizar com o Espírito Santo e com o fogo. O Espírito Santo nos dá poder e nos leva ao sobrenatural, mas o fogo queima as impurezas e facilita a transformação de nossa alma. A perfeição que Deus requer de nós será possível somente em Cristo e através de Cristo e do Espírito Santo. A graça de Deus é um ingrediente tão necessário especialmente quando passamos por tribulações e provas.

A verdade nos leva a uma poderosa libertação, pois nascemos em pecado e necessitamos ser libertos de tudo que nos leva a erros e falhas. É encarando esse estado de fraqueza que valorizamos a graça que nos dá forças para cooperar com o Espírito Santo que com fogo queima toda a nossa carnalidade. É claro que é muito difícil encarar certas verdades, mas se cremos que Jesus Cristo veio com toda verdade e graça para nos libertar. Por que não encarar a nossa fragilidade e ser libertos? O resultado é maravilhoso: mais perto d’Ele e mais como Ele!

Se você realmente deseja agradar a Deus, vai querer livrar-se de tudo que O desagrada e vai cooperar com o Espírito Santo. A Palavra de Deus,  a Bíblia, é um espelho que nos ajuda a ver a nós mesmos à Sua luz. Os caminhos de Deus são muito diferentes dos nossos. Seus pensamentos são altos, muito altos!

Dra. Sarah Hayashi


MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS

“e manifestar qual seja a dispensação do mistério, desde os séculos, oculto em Deus, que criou todas as coisas, para que, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus se torne conhecida, agora, dos principados e potestades nos lugares celestiais,”

Efésios 3:9,10

O apóstolo Paulo, aqui em sua carta aos efésios, fala como recebeu as revelações e os mistérios deste tempo da dispensação da GRAÇA. Um desses mistérios é a sabedoria de Deus que deve ser manifestada pela igreja nos lugares celestiais.

Nossa mente deve constantemente ser lembrada de pensar como Jesus. Através do nosso espírito, devemos estar com o nosso espírito assentados nos lugares celestiais, acima do segundo céu onde operam os principados e potestades. Estes são os espíritos que desejam estar influenciando os influenciadores de áreas que compõem a sociedade.

Deus quer nos ver atuando nos lugares celestiais. Como?  Quando nós nos colocamos bem ao lado de Deus, o nosso espírito se torna parceiro com Ele e teremos autoridade para pisar cobras e escorpiões; Ele nos coloca acima de todos os poderes do mal, quando pela fé vivemos e vemos no espírito, guiados pelo Espírito Santo, apoderados com o poder dos altos.

Sozinhos nada somos e nada podemos fazer, como o próprio Jesus Cristo falou. Realmente, sem Cristo, o que podemos fazer? Nada! Pela fé, vivamos no nível celestial e derrotemos as potestades e principados. Nada é maior do que o nosso Deus. Bem maior é Aquele que está dentro de nós do que aquele que está no mundo.

Nossa inteligência, ou intelecto, pouco ou nada pode fazer. Não conquistaremos as vitórias apenas falando ou orando. Temos que guerrear com coragem e declarar tudo aquilo que está no coração do nosso Deus Triuno.

O que e como vamos declarar ? Temos autoridade de trazer a multiforme sabedoria de Deus aqui na terra e derrotar os principados e potestades. Ele já nos delegou autoridade. Somos convidados a vestir toda a armadura. Declare a sua vitória em Cristo Jesus, o poder do sangue do Cordeiro que tira o pecado do mundo e a vitória já ganha na cruz do Calvário! Somos mais do que vencedores por Cristo Jesus ressurreto! O próprio Deus vai começar a falar.

No nosso espírito, estamos ressuscitados juntamente com Ele.  Não deixe que as dificuldades o levem para o desânimo. O Senhor lhe dará uma passagem ou um versículo bíblico, visão, profecia, intuição, impressão, voz audível  …  e deixe-se depender totalmente do Espírito Santo. Ele lhe dará sabedoria e força.  Fé é realmente confiar no amor, poder, justiça e bondade do nosso Deus.

Dra. Sarah Hayashi


FAREI UMA COISA NOVA

“Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas. Eis que farei uma coisa nova, e, agora, sairá à luz; porventura, não a sabereis? Eis que porei um caminho no ermo e rios no deserto.”

Isaías 43:18,19

Na Festa dos Tabernáculos o povo de Israel celebrava o ano novo, o começo de coisas novas. Jesus Cristo veio tabernacular (habitar) não só no meio das pessoas, mas Ele próprio se vestiu da humanidade para conviver conosco a fim de ser um entre nós. Isso era uma coisa nova. Nunca antes isso tinha acontecido na história da humanidade.  Quanto séculos havia se passado no tempo em que todo o Antigo Testamento abrangeu nos seus relatos?

Deus é sempre Deus de coisas poderosas e novas. Ele não se limita ao nosso tempo cronológico.  Isso é maravilhosos demais! Através do envio de Seu Filho, Deus desceu ao nosso nível de entendimento para depois nos elevar ao âmbito espiritual. Isso é prova do amor e compreensão de Deus para conosco. Quanto mais vivenciamos a comunhão estreita com o nosso Deus, mais entendemos o quanto Ele deseja nos levar ao âmbito celestial e sobrenatural.

Antes do pecado entrar no coração dos primeiros ancestrais nossos, eles tinham esse tipo de comunhão com o nosso Deus Criador: um convívio íntimo e amigo, nos níveis do corpo, alma e espírito.

Depois que  Jesus Cristo veio habitar dentro de nós e no nosso meio, as coisas são novas a cada dia para aqueles que receberam vida no seu espírito. A vida no espírito nos habilita a adentrar no mundo celestial e cada dia é novo, e vivemos em novidade de vida, como Jesus Cristo ensina.

Especialmente nestes dias do início do ano novo judaico, tempo da Festa dos Tabernáculos, somos incentivados a deixarmos as coisas antigas do ano anterior e a nos mergulhar em um ano de coisas novas. É o ano 5777.

Deus promete fazer coisas novas e Se alegra em nos surpreender. Que Ele nos ajude a ter mentalidade nova a cada dia. Precisamos quebrar as idéias e as imagens pré-concebidas da nossa mente, pois estas nos impedem de ver coisas novas do âmbito celestial. Contemos com a ajuda do Espírito Santo.

Precisamos ter a nossa mente renovada a todo momento e passar a ter a mente espiritual. Quantas vezes estamos perdendo as oportunidades de Deus nos revelar coisas novas porque estamos presos ao modo antigo de pensar. Devemos deixar as coisas antigas para trás e adentrar no âmbito celestial através de nova mentalidade.

Dra. Sarah Hayashi


CHEIO DE GRAÇA E VERDADE

“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.” – João 1:14

“E o Verbo se fez carne” – Jesus Cristo, o filho Unigênito do Deus Pai se humilhou a ponto de vestir-se de humanidade corrompida, a fim de viver aqui na Terra também corrompida, com a única finalidade: resgatar o homem e a terra. Ninguém, como Jesus Cristo, nasceu para este propósito tão nobre. A maioria das pessoas, se não todas, nasce com um propósito egoísta de viver uma vida boa para si própria: ser feliz, marcar a história com sua fama, conquistar destaques, ter conforto, etc. Quase todos os pais parecem desejar isso para o seu filho. Isso é normal. Anormal seria o contrário.

Então, Jesus Cristo foi anormal, pois Ele veio para morrer como o pior dos pecadores, abandonado pelo Seu Pai celestial, tomando sobre Si toda maldição. Tiraram Suas vestes naturais e Ele se vestiu de vergonha e podridão humanas.

Isso não é nada normal. Ele quis isso? Não. Na verdade, nós, seres humanos, O induzimos a esse tipo de morte. Quem devia morrer assim seria cada um de nós e não Jesus Cristo, o Filho Unigênito do Deus vivo.

Ele, entretanto, teve uma outra roupagem, invisível e celestial debaixo da chamada carne. Era a graça e a verdade. Essa roupa é que Lhe deu forças e dignidade quando a ignomínia pensou que conseguiria tomar conta d’Ele. Conseguiram tirar o Seu manto, despiram-no e o sangue escorreu pelo Seu corpo dilacerado, mas não conseguiram tirar a roupa da graça e da verdade, pois era invisível e poderosa.

Olhos humanos não enxergam tal roupagem de Jesus Cristo. Mesmo após três dias, o ressurreto Jesus Cristo esteve e ainda está vestido com graça e verdade, tão forte e única, invencível e vitoriosa roupagem: roupa da ressurreição, eterna, indescritível e poderosa. Ultrapassa qualquer carne frágil, corrupta e pecaminosa.

Que coragem a de Jesus Cristo de nos convidar a nos vestirmos d’Ele: “porque todos quantos fostes batizados em Cristo de Cristo vos revestistes.” (Gál 3:27)  É possível? Sim, somente com o Seu amor e poder podemos experimentar a Sua graça e a verdade. Sua graça nos leva ao perdão e à vida nova. Sua verdade nos liberta de toda corrupção e destruição. Um dia seremos totalmente transformados à Sua imagem e semelhança. Um dia seremos totalmente libertos dessa carne porque Jesus Cristo fez a troca de vestes e o fará por nós no dia da redenção total na Sua segunda vinda!

Dra. Sarah Hayashi


O VERBO SE FEZ CARNE

“E o Verbo se fez carne e tabernaculou entre nós,”

João 1:14

      Neste período do ano se comemora a Festa dos Tabernáculos em Israel, festa essa que representa o limiar de um novo ano judaico. Tal festa acontece entre setembro e outubro, conforme o calendário do ano. O interessante é que no Grego, foi usada essa palavra: habitar, morar ou tabernacular – tem o mesmo sentido e muito significativo. Realmente, Jesus Cristo veio habitar entre nós em forma de homem, semelhante a nós. Não a forma do homem original, sem pecado ou sem corrupção, mas justamente a forma pós-pecado. Que plano inexplicável de Deus!

       Só posso imaginar a conferência lá nos céus dos três- Pai, Filho e Espírito Santo. O Filho teria que vir à terra e ser semelhante ao homem, a fim de poder salvá-lo da eterna corrupção. O Filho ter que deixar todos os privilégios divinos e se sujeitar à forma humana? Sim. Tinha que ser assim, se não, o homem jamais entenderia quem era o Deus Pai. Alguém tinha que se identificar com o homem e assim ajudá-lo a se identificar com Deus Trino. Sempre o mais forte cede. E Jesus Cristo cedeu. Que coragem! Quanto amor!

       Deixar a sua divindade por um período e vestir-se da fragilidade carnal requereu muito mais do que coragem. Custou a Jesus Cristo o amor incondicional e a dor de um dia ter que se separar do Pai com quem era tão UM.

       Jesus Cristo sabia que chegaria aquele dia em que carregaria todo pecado do mundo todo, de toda a raça humana e que Seu Pai teria que virar o Seu rosto dele. Que dor teve Ele que suportar! Mas a alegria que viria após ter cumprido a Sua missão foi a força para ir até o fim.

Neste período da Festa dos Tabernáculos, possamos dar a Jesus Cristo uma calorosa acolhida e cuidar d’Ele como Ele merece ser tratado: Príncipe da Paz, Rei dos reis, Mestre dos mestres, Senhor dos senhores, nosso único Redentor, o Cordeiro vencedor, o Leão da tribo de Judá, nosso Noivo maravilhoso! O primeiro e o último, o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o excelente e o inigualável!

Não deixemos de honrá-Lo dentro de nós e no nosso meio! Ele merece toda nossa atenção e os nossos louvores! Ele se encontra dentro de cada um que O aceitou um dia! Ele não está fora de nós! Está dentro de nós!! Como você trata uma majestade dentro de sua casa?

Dra. Sarah Hayashi