Blog

NÃO ESTEJAIS ANSIOSOS

“Não estejais ansiosos por coisa alguma; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ações de graças. E a paz de Deus … ” (Filipenses 4:6)

Uma das fraquezas da natureza humana é a ansiedade. Uns são mais ansiosos do que outros, mas todos têm uma certa medida de ansiedade, que é uma herança adquirida desde Adão, o primeiro homem formado à imagem de Deus. Quando ele pecou, a sua natureza se tornou imperfeita, gerando variados defeitos, de geração a geração.

A insegurança, que resultou da desobediência à ordem de Deus, faz o ser humano agir com base nos seus instintos: sobrevivência, sexualidade, sono e fome e sede. Os instintos, em si, não são maus, mas dependem de escolhas e decisões, sábias ou insensatas, de cada pessoa.

No plano de Deus, seriam instintos somente para prazer e alegria, através da frutificação e multiplicação; porém, cada pessoa é responsável pela maneira e tempo em que agem. O instinto de sobrevivência tem o seu lado positivo, fazendo que cada pessoa se proteja, mas torna-se negativo quando é ativado de modo errado em hora errada.

Quando não temos um relacionamento alinhado com os pensamentos e caminhos de Deus, a ansiedade cresce e nos prejudica de várias maneiras, o que nos atormenta. Por vezes, causa insegurança, medo, inveja, competitividade, orgulho, vaidade, melancolia e outros sentimentos prejudiciais, que roubam a alegria de viver a vida abundante que Jesus Cristo conquistou no Calvário.

O único caminho para a verdadeira vida feliz é, indubitavelmente, vir para Jesus Cristo e tê-Lo como Salvador e Senhor. Nada neste mundo tem poder para corrigir a nossa natureza humana e carnal, a não ser Jesus Cristo que pagou um alto preço para remover a maldição dos resultados do pecado de Adão. Somos da semente de Adão.

Uma pessoa pode adquirir muitos recursos e meios para a sua sobrevivência e conquistar uma vida razoavelmente boa, porém nada supera a presença de Deus que vem da cruz do Calvário, onde Jesus Cristo deu a Sua vida para nos salvar de todas as nossas mazelas e inquietações.

Deus nos convida a apresentar-Lhe todas as nossas ansiedades, pedidos, súplicas e argumentos. É um coração humilde e confiante que alcança o bem da parte de Deus Pai. Devemos crescer no relacionamento de filho-pai com Ele. A fé e a segurança são progressivas e crescentes. Que tal começar? Se já começou, que tal prosseguir nesse relacionamento?

Dra. Sarah Hayashi 


Post your comment