Blog

GLORIE-SE NO SENHOR

“Faze-me saber os teus caminhos, Senhor; ensina-me as tuas veredas.
Guia-me na tua verdade e ensina-me, pois és o Deus da minha salvação; por ti estou
esperando todo o dia.”- Salmos 25:4,5

“Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais
forte do que os homens.” …
“Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus
escolheu as fracas deste mundo para confundir as fortes.” …
“para que nenhuma carne se glorie perante ele. …
“Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor.” – 1 Coríntios 1:25 a 31
Que sabedoria é essa? Que confunde os sábios deste mundo? Que ultrapassa a nossa
lógica? Que nos leva a um âmbito desconhecido?

Deus é Deus e não há outro. Nós, seres humanos, não conseguimos entender os
caminhos de Deus a não ser por um milagre. A Bíblia toda começa e termina com
milagres. Milagres ultrapassam o visível e nos levam ao invisível, ultrapassam as leis da
Física, da Química, da Biologia, da Botânica … enfim, todas as ciências descobertas
pelos humanos ao longo de séculos e séculos.
Jesus Cristo falou um dia que devíamos nos tornar crianças, a fim de entrarmos nas
coisas do Seu Reino: “Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos
fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus.” (Mateus 18:3).
Crianças são simples, puras, francas e espontâneas. Elas são o que são, sem pretensões
para se enaltecer ou para serem reconhecidas.
Como nos tornar como crianças? Quanto mais entendemos o amor de Deus, mais nos
tornamos humildes e simples. Quanto mais entendemos a obra vicária de Jesus Cristo
na cruz do Calvário, mais gratos e mais apaixonados por Ele nos tornamos; e isso nos
leva mais junto d’Ele. Mais comunhão, mais intimidade, mais adoração, mais
dependência d’Ele, mais filhos!
Começamos em nos tornarmos filhos de Deus, ao receber no nosso espírito a vida
eterna por Jesus Cristo, que passa a habitar em nós. Daí, recebemos o Seu DNA, o
sangue do “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” e nos dá a identidade e a
cidadania celestiais. Somos então transportados a um âmbito celestial e começamos e
ser introduzidos à realidade divina. A criança precisa crescer, mas o seu coração deve
permanecer simples e puro, confiante no Pai e aconchegado no Seu colo.
Nada deste mundo consegue adentrar a natureza divina, a não ser um coração de uma
criança, tornando-se humilde. A verdadeira humildade nos leva a nos curvar a Deus e a
amá-Lo de verdade, não só de palavras, de louvores, de cânticos, mas em ação à
semelhança de Cristo Jesus, fazendo as obras do Pai, como o fizera Jesus Cristo. Toda
glória pertence a Ele!

Dra. Sarah Hayashi 


Post your comment