Mensagem – JAMAIS SERÁ ENVERGONHADO

//Mensagem – JAMAIS SERÁ ENVERGONHADO

Mensagem – JAMAIS SERÁ ENVERGONHADO

“… e não vos entregarei mais ao opróbio entre as nações” … “e o meu povo jamais será envergonhado.” – Joel 2:19,27

Quantas promessas de Deus para a Sua Igreja que está sendo preparada para as Bodas do Cordeiro! Joel viu de Deus a obra de restauração, a obra consoladora para os últimos dias. A Igreja do Senhor, por séculos e séculos, tem sido roubada. Carece da plenitude de Deus, dos atavios que vêm de Deus para embelezá-la, da força para lutar e vencer; porém, nos últimos dias, o Espírito do Senhor tem sido derramado com abundância sobre toda a carne na face da Terra. Muitos já estão experimentando da abundância do reino de Deus. Muitos já estão tendo as suas vidas restauradas do passado doloroso, do futuro incerto e do presente sem rumo.

A própria vida de Jesus Cristo em nós recupera, com toda a Sua majestade, poder e glória, tudo aquilo que perdemos devido à nossa ignorância da pessoa de Deus. Hoje, o Senhor tem operado como nunca antes. Está chegando a hora em que o povo de Deus se levanta, não mais lamentando, mas com vitória.

A vergonha está sendo tirada: na vida individual, com o perdão e com a cura interior das más lembranças, com a libertação tanto de experiências boas como más, durante sua vida sem Cristo, com a valorização que vem do Senhor Jesus. Quanto mais passamos por transformação à semelhança de Cristo, mais somos cobertos por Ele. A obra de Deus começou com Adão e Eva, trocando-lhes os “aventais de folhas de figueira” pelas vestes de cordeiro que, na época, já representava Jesus Cristo, o “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”.

O Espírito Santo opera na alma daqueles que se expõem a Ele. Somos transformados à semelhança de Cristo, de glória em glória, isto é, à medida que experimentamos o tratamento na escola do Espírito Santo, que nos purifica com Seu fogo.

Na vida coletiva, como Corpo de Cristo, o Espírito Santo opera a nossa transformação para que haja a unidade das diferentes partes, de tal forma que valorizemos as diferenças em lugar de contendas e divisões. A vergonha vai sendo substituída pela honra e dignidade da individualidade.

A transformação requer quebrantamento e humildade. O Senhor traz de volta os dons ministeriais e os dons do Espírito Santo baseados no amor perfeito de Deus descrito na carta aos coríntios (1 Cor 13). Assim, Ele enriquece a Sua Igreja e troca a vergonha e o opróbrio pela semelhança de Seu Filho. Deus crê no Seu próprio plano.

By | 2018-10-31T11:30:57+00:00 outubro 31st, 2018|TESTEMUNHO|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment